VENDAS PARA O DIA DAS MÃES DEVEM SER MENORES EM 2013, APONTA FECOMERCIO-SP

Venda de bens duráveis, como celulares, deve cair 4,2% no Dia das Mães (Antonio Milena)


Apesar disso, maioria dos lojistas não estão adotando promoções e ações de marketing para atrair clientes


Os comerciantes paulistanos devem faturar menos com as vendas para o Dia das Mães neste ano. A expectativa do setor é de uma queda de 4,1% em relação a 2012, segundo uma sondagem da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP).

A pesquisa foi realizada entre os dias 6 e 8 de maio, com 125 lojistas da capital paulista. Também de acordo com a sondagem, as vendas de bens duráveis, como eletrodomésticos e celulares, devem cair 4,2%. Os bens semiduráveis, como roupas e calçados, devem ter recuo de 4% nas vendas.

Apesar das projeções pessimistas, a maior parte dos entrevistados não estão agindo para evitar a queda nas vendas. Nenhuma ação de marketing foi adotada por 68% dos lojistas e 62% deles não fizeram nem promoções para atrair clientes. Em comparação ao ano passado, 57% dos comerciantes afirmaram que o nível do estoque continuou estável em 2013, enquanto 24% avaliaram que o nível está maior e 17% responderam que estão com estoque menor. Do total de entrevistados, 84% disseram que não contrataram trabalhadores temporários para ajudar nas vendas. 

O cartão de crédito é a forma de pagamento que deve ser mais utilizada pelo consumidor (62% das respostas), seguido de pagamento à vista (34%), cheques pré-datados e à prestação (2% cada).

Fonte:




Comentários