SHOPPING DA BAHIA - SOBRE CRIANÇA EM SITUAÇÃO DE RUA



http://claudiocastoriadis.blogspot.com

Gostaria que os canais de TVs, Rádio e Web entrevistassem os Conselheiros Tutelares (em quase todo o Brasil) ficaremos  horrorizados com a situação dessas crianças e adolescentes em situação de rua. 

O que falta nesse país, nessa cidade (Salvador) são as Politicas Públicas que integrem essas crianças e adolescentes em sociedade. 

Será que as ONGs que trabalham com esse publico tem algum projeto que leve essas crianças em Shopping, Museus, Teatro e outros? O problema está no SISTEMA. Esse país vive como se não tivessem compromisso com o povo, os menos favorecidos. Estamos vendo aí nesses mais de 1500 anos de Brasil o que os POLÍTICOS estão de fatos interessados: CORRUPÇÃO. E não ficam nessa só os políticos. 

Quem menos tem culpa do que ocorreu nesse Shopping (http://g1.globo.com/…/polemica-no-shopping-da-bahi…/6803312/) é o segurança que se não cumprir as ordens são demitidos, claro que nenhum shopping vai afirmar que o Shopping não autoriza os seguranças a agirem dessa forma. Vai? O mais humano seria os seguranças não agirem como agiram, sim, estão errados. Shopping é capitalismo, portanto ele existe para render lucros. Nenhum empresário irá construir Shopping tendo como publico alto, moradores de rua. 

Fico triste com cenas como essas, mas, tenho certeza que se o GOVERNO (municipal, estadual e federal e o Terceiro Setor) fizer de fato o seu papel, isso não será visto em nenhum lugar na cidade. O tempo que essa criança estava em um Shopping pedindo o que comer, teria uma instituição que o levasse ao Shopping, que o educasse e o preparasse para ser um cidadão. Vamos tirar nosso foco do segurança e colocar no GOVERNO.

O nosso grande problema que só olhamos para os “peixes’ pequenos e não enxergamos os tubarões”. Foi chocante, foi. Chocante ver o segurança dá para aquela criança aquele tratamento; nós como cidadãos, também temos o nosso papel com a sociedade, a comunidade e com criança e adolescente em situação de risco. Temos que criticar o comportamento do funcionário, sim, mas ainda bato na tecla da falta de Políticas Públicas  que poderia conscientizar a sociedade do seu papel, também e inclusive. 

Comentários