MALASSOMBRADO


UM JEITO NOVO DE INFORMAR



O Malassombrado é um pequeno meio de comunicação conhecido não só na Cidade Baixa, mas também em toda Salvador, afinal de contas quem não conhece o pequeno ‘trio malassombrado’?

O irreverente termo, surgiu através das pessoas e como se diz por aí, “A voz do povo é a voz de DEUS”, o apelido pegou e o “comunicador” adotou o nome.







Edvaldo Ribeiro e Silva, 38, residente no bairro da Mangueira, se considera comunicador. A idéia surgiu devido à admiração que tem por trio-elétrico. “Eu não sou daqui, nasci em Olinda e ao vir morar em Salvador fiquei encantado ao ver o trio-elétrico, e isso foi há 16 anos, e já estou com a quinta versão do carro.”

Edvaldo não tem funcionários e conta que quem mais procura os serviços são os comerciantes do local com intenção de aumentar o numero de vendas. “Eles passam pra mim as promoções, as atividades, como vai ser o sistema de pagamento e o resto eu elaboro e vou incrementando”, conta.






Os equipamentos utilizados no carrinho têm mecânica de vários tipos de carros, na sonorização mesa reverbi, microfone, amplificadores e alto falantes. “O carrinho fui eu que confeccionei, tem mecânica de Gol, Chevete, Fiat e Santana. Mas pelo fato de vir de uma família carente não ter a possibilidade de ter um trio, eu o fiz da minha maneira e da minha possibilidade, foi onde surgiu o malassombrado”, orgulha-se.


“Não tenho cursos na área de comunicação, nem de mecânica, nem de serralheiro, tão pouco marceneiro, as quais precisei para fabricar o mini trio. Já fui candidato a vereador pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN). Os trabalhos que faço se tornaram um cartão de visitas e me ajudou a receber 4.856 votos, mais o que veio a fortalecer foram os trabalhos sociais que desenvolvo e alguns benefícios que eu trouxe pra comunidade através do meu trabalho, como, pavimentação, escadaria, saneamento básico, atendimento médico e odontológico. É como se fosse uma feira comunitária de saúde na comunidade através de órgãos competentes. Foi através desse pequeno meio de comunicação que eu cheguei às pessoas que poderiam trazer esses serviços”, relata.





Mesmo não sendo eleito, e devido a sua popularidade, o Malassombrado recebeu propostas de pessoas ligadas à política. E diz não ter aceitado ainda, por conta dos compromissos que ele tem com o mini-trio. “Eu sempre faço atividades no natal, ano novo, seis de janeiro que é uma festa tradicional, a segunda-feira gorda da Ribeira, Lavagem do Bonfim e depois carnaval. Eu me ocupo muito, e só vou poder ter mais tempo após a semana santa”, expõe.


Trabalhando como autônomo, e com o trio Malassombrado, ele faz publicidade para bandas, estabelecimentos comerciais, igrejas e associações nas ruas e avenidas da Cidade Baixa. Ele diz que há momentos que fatura R$ 400 por semana e conta não se importar com os concorrentes. “O sol nasce para todos!”, conclui.

Texto: Sueli Lopo
Foto: Sueli Lopo




4 comentários:

  1. Bom texto...Vc têm todas as qualidades p se tornar uma profissional brilhante!! Parabéns!!

    ResponderExcluir
  2. Vc é brilhante, amiga! Sou suspeito para falar. Adorei sua pesquisa, sua apresentação... Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Suca!!! O cenário do jornalismo baiano jamais será o mesmo após a sua entrada. Acredito em você. E vendo essa materia então me faz acreditar ainda mais.
    Quem mais poderia ter uma idéia tão brilhante para falar de algo tão simples? Só quem lhe conhece para perceber que a simplicidade é um dom seu. Unindo a simplicidade com as suas idéias brilhantes cria-se a Jornalista Sueli Lopo, mais uma vez PARABÉNS e SUCESSO!
    Elmo Bastos

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Gostaria de complementar com uma coisa: faltou na pesquisa, saber a opinião dos moradores da Av. Beira Mar (nas proximidades da ponte do crush) a respeito desse cidadão, que está “morando” na praia¸ improvisando um banheiro de madeirite na areia (horrível) e tirando o sossego da rua com poluição sonora (à noite), rua esta que já sofre tanto com este tipo de problema. Obrigada.

    ResponderExcluir

Participe, opine, colabore, construa. Faça parte desse "universo".