EM 2018, VOCÊ VAI PODER VIAJAR EM UM TREM INVISÍVEL





Mas para isso será preciso viajar até o Japão. Um trem coberto de painéis refletores promete se esconder por entre as paisagens de Tóquio e seus arredores

O primeiro trem invisível deve fazer sua primeira viagem no Japão em até dois anos. Kazuyo Sejima, arquiteta vencedora do Pritzer, considerado o Nobel da arquitetura, promete criar um design que se adapta tão bem à paisagem ao redor que será difícil perceber que ele está lá.

Como? Bem, o trem será todo coberto por painéis superrefletores de luz e microespelhos. Assim, refletirá toda a paisagem externa, misturando-se a ela, como se fosse um camaleão. Será bem difícil perceber que ele está passando por ali.

Embora a ideia seja inovadora, não exige tanto tempo assim para virar realidade. Isso porque nenhum trem será construído do zero. A equipe de arquitetos japonesa reaproveitará os trens já existentes da linha expressa Red Arrow, da empresa Seibu Railway, que liga Tóquio a cidades próximas. 

Só que passarão por algumas reformas. A começar pelo formato: o design deles sera mais arredondado, como uma bala de revólver. E toda a parte externa será revestida pelos tais painéis, que os transformarão em espelhos gigantes. 

A parte interna também vai mudar. A ideia é que as cabines se pareçam com a sala da sua casa, com sofás e mesas bem mais confortáveis do que os ambientes de trens tradicionais.
A rota será a mesma por onde já passam os trens da linha Red Arrow: das montanhas de Chichibu até o supercolorido e iluminado centro de Tóquio. Só que, ao invés de manchar a paisagem, vão se mesclar a ela.

O novo design é parte da comemoração dos 100 anos da Seibu Railway. Logo nas primeiras viagens, em 2018, o veículo vai percorrer mais de 178 km ao redor do Japão.




Comentários