EX-CORTADOR DE CANA SE FORMA EM MEDICINA E NÃO SEGURA A EMOÇÃO NO RECIFE





Jonas Lopes Santos trabalhou dos 7 aos 15 anos cortando cana na zona rural de Joaquim Nabuco, município que fica a 113 quilômetros de Recife.

“Foi um tempo difícil. Meu pai é pedreiro, somos sete filhos. Ele viajava para outros Estados para arrumar trabalho, enquanto minha mãe cuidava da gente. Se não trabalhássemos, não havia o que comer”, conta Jonas em entrevista ao Jornal do Comércio.

Ele sonhava fazer uma faculdade para dar uma vida melhor à sua família. O sonho virou realidade após muita dedicação e comprometimento.

Aos 30 anos, Jonas colou grau no curso de medicina da Universidade de Pernambuco (UPE), na quarta-feira (29), no Teatro Guararapes, em Olinda, com direito à homenagem dos outros formandos.
“Não existem vidas comuns. Apesar de termos tantos milagres hoje a contar, a turma 95 escolheu um desses milagres para receber o grau (de médico) em nome de todos nós. Antes de ser estudante de Medicina ele lutou contra a exploração de mão de obra infantil nas usinas de cana-de-açúcar no interior de Pernambuco”, discursou Débora Lima, oradora da turma.

Os parentes de Jonas saíram de Joaquim Nabuco em caravana para prestigiar a formatura do novo médico da família. Os pais, os seis irmãos, cunhados e alguns primos encheram três carros.

“Não dormi, nem comi direito. Meu coração está acelerado, a mil por hora. Meu filho conseguiu realizar o sonho de se tornar médico”, comentou dona Eulália.

Sente só a emoção. Veja vídeo:






Comentários