ADOLESCENTES CRIAM CAMISINHA QUE MUDA DE COR EM CONTATO COM DSTS




Algumas invenções parecem tão simples e são tão úteis que fica difícil acreditar que não existiam anteriormente. Por exemplo: e se criassem uma camisinha que mudasse de cor em contato com alguma DST (doença sexualmente transmissível)?

A ideia surgiu só agora, através da mente de três estudantes na faixa dos 14 anos. Daanyaal Ali, Muaz Nawaz e Chirag Shah criaram o conceito de um preservativo que muda de cor ao entrar em contato com as bactérias de algumas doenças, como clamídia e sífilis. “Criamos o S.T.EYE como um novo jeito de ajudar as futuras gerações a detectar as DSTs”, disse Daanyaal.

Estudantes apresentam conceito de camisinha que muda de cor ao entrar em contato com bactérias de algumas doenças sexualmente transmissíveis

Os três meninos estudam na Isaac Newton Academy, em Ilford, região metropolitana de Londres, e ganharam o prêmio TeenTech por melhor inovação na área de saúde. “Queríamos fazer algo que detectasse DSTs que fosse mais seguro do que nunca, de modo que as pessoas pudessem tomar medidas imediatas na privacidade de suas próprias casas, sem os procedimentos invasivos dos médicos”, declarou Daanyaal.

O produto, entretanto, ainda não tem previsão de ser comercializado, mas já gerou interesse em fabricantes de camisinhas que estavam presentes na  premiação do TeenTec


Comentários