LANÇAMENTO DA REVISTA ORGANISMO





A revista de literatura organismo surge com o compromisso de constituir-se como locus de produção e circulação da literatura baiana e brasileira, mas também, de crítica. Para isso propõe, inicialmente, diálogos em duas vertentes na cena local: primeiro, possibilitar e visibilizar os cruzamentos, agrupamentos, enlaçamentos e tensões das diferentes vertentes da literatura local; segundo, estender esse diálogo às mais diversas correntes e aos muitos espaços da literatura brasileira contemporânea. 

Jorge Augusto, que coordena o projeto, informa que a revista tem edição itinerante, em cada número um  convidado assume o papel de organizar a edição: poetas, jornalistas, pesquisadores, professores, de diferentes ambientes e direcionamentos estéticos irão propor o que para eles é mais significante no atual momento da nossa literatura. 

A ideia de não ter um editor fixo, completa o editor da organismo, “busca ter, ao fim de dez edições, uma cartografia da produção literária local (em diálogo sempre para fora), evidenciando as diversas direções, inclinações ético-estéticas de nossa produção, mas também, auxiliar na formação de uma crítica consistente sobre obras e sujeitos que compõem essa cena”.

A revista tem uma especificidade: as páginas são destacáveis, fazendo com que cada leitor edite seu próprio exemplar, e possa montar, ao longo da coleção, seu número exclusivo. Esse procedimento será incorporado no último número da revista, quando deverá ser publicado um número proposto por um desses leitores.

Os dois números, que serão lançados no dia 17 de dezembro, às 18h, no auditório do Instituto Cervantes de Salvador, são organizados por Jorge de Souza Araújo (organismo entrevistas) e Alex Simões e Ederval Fernandes (organismo nº 1 – poemas). 

As edições contam com a presença de escritores e críticos como: Daniela Galdino, Antônio Torres, João Filho, Aline França, Carlos Barbosa, Rita Santana, Sílvio Roberto, Ângela Vilma, Marcus Vinícius e Állex Leila, entre muitos outros.  

O evento é aberto ao público, e contará com “bate-papo-reto”, com Jorge Augusto e Jorge de Souza Araújo e com a “poeformance leia-se” apresentada por Alex Simões. 

As revistas serão vendidas em uma embalagem constituinte da estrutura que possibilitará o reagrupamento dos poemas selecionados pelo leitor, e custará R$ 32,00 o pacote com as duas edições. 

Comentários