CONHEÇA A MULHER QUE VIVE COM MAIS DE 1.000 GATOS




POR DIEGO DENCK

Você é do tipo de pessoa que ama gatos? Essas criaturas peludinhas e fofinhas conquistam cada vez mais fãs em todo o mundo, mas eu duvido que você seja igual a uma senhora nos Estados Unidos que divide sua casa com mais de mil gatos. Você não leu errado: são mais de 1.000 gatos compartilhando o mesmo terreno!

Essa história de dedicação aos animais começa em 1981. Na época, Lynea Lattanzio passou por um traumático divórcio e resolveu que era hora de recomeçar sua vida. Dois anos depois ela se mudou para um lugar extremamente tranquilo no condado de Kings, na Califórnia. Separada e sem filhos, Lynea se descobriu morando em uma casa gigantesca, com um terreno de 6 acres, completamente sozinha.

A vida seguiu seu curso normal, até que em 1990 o pai de Lynea pediu suaa ajuda para encontrar dois gatos da raça Manx para substituir os anteriores, que haviam morrido de velhice. Ao visitar um abrigo, a mulher acabou adotando 15 gatos de uma só vez! E nenhum deles era um Manx, como seu pai pedira. O amor instantâneo virou obsessão: até o final do ano era resgatou 96 gatos e descobriu uma nova vocação.

Paixão pelos felinos começou depois de uma separação traumática

Louca dos gatos?

“Você não pode me chamar de ‘a louca dos gatos’, porque isso é uma obsessão mesmo. Eu prefiro ter 800 gatos do que outro homem em minha vida”, disse Lynea. Com isso, ela descobriu uma ótima maneira de aproveitar melhor o enorme terreno de sua residência e passou a adotar cada vez mais felinos para lhe fazerem companhia.

A paixão é tão grande que ela desistiu da aposentadoria para se tornar uma técnica veterinária e ajudar os médicos a tratarem dos seus bichinhos – isso diminui os custos de “manutenção” de toda a gatarada. Depois que a prefeitura local reconheceu seus esforços em manter o bem-estar animal, ela passou a receber a ajuda de inúmeros voluntários em sua causa felina.

Agora sua propriedade é considerada uma ONG e tem sido chamada de “A Casa dos Gatos”. Isso fez com que ela pudesse aprimorar ainda mais seus cuidados, criando uma área específica para os gatinhos que possuem FIV, o Vírus da Imunodeficiência Felina – bastante similar ao HIV, que afeta os humanos. Confira uma entrevista de Lynea, em inglês, para o Great Big Story:


Estrutura da casa

A casa também tem espaços exclusivos para gatos recém-chegados e que precisam de adaptação com seus novos companheiros, além de salas específicas para felinos que foram criados no interior de residências, mas que por diferentes motivos foram abandonas por seus donos.

O quintal é gigantesco e completamente seguro para eles não escaparem do terreno. Os cerca de 800 gatos adultos e 200 filhotes podem brincar na grama e escalar as inúmeras árvores do local, sem medo de predadores. Além disso, muitos deles também estão destinados à adoção – ainda que, pelo jeito, Lynea não tenha problema nenhum em ficar com todos eles. É muito amor, não acham?









Comentários