TEATRO - MAIO É NO GAMBOA NOVA



MAIO 2016
Maio é no Gamboa Nova. Muito teatro com a atriz Luciana Borghi em Electra de Copacabana, todas as quartas. A força feminina da montagem Somos Todas Clandestinas. Antônio Soares comemora sua carreira em O Bicho. Além da exposição de Rose Nascimento, a nova música baiana do Projeto Nosso Festival e o início da parceria com Marie Thauront para as capas da programação, no projeto Mu(r)ros, que une grafite, maquiagem e intervenção urbana. Acesse teatrogamboanova.com.br e bom espetáculo


TEATRO

Luciana Borghi vive Electra em Salvador
A atriz interpreta o monólogo nas quartas de maio do Teatro Gamboa Nova
Participação em off de Antonio Fagundes como Freud e música tema de Fausto Fawcett.

Electra de Copacabana - Uma tragédia contemporânea a beira-mar é o mito moderno da filha avassalada pela mãe que decide honrar a morte de seu pai. Nesta versão, Electra quer mais do que vingança, está em busca de absolvição para conviver tranquila com sua consciência.
Com direção de Renato Santos e texto de Luciana Borghi, o espetáculo é a fusão do mito grego Electra com o famoso caso de Anna O, a origem da psicanálise Freudiana. Uma adaptação destas duas histórias que perpassam gerações.

Sobre Luciana Borghi: é atriz, autora e produtora teatral. Ao longo de sua carreira, trabalhou com inúmeros diretores como Amir Haddad, Elias Andreato, José Celso Martinez Corrêa, Roberto Alvim, Moacir Chaves, Renato Borghi, Maurício Paroni de Castro, Renato Santos, entre outros. 

Desenvolveu o projeto “Nova Dramaturgia Brasileira” que se tornou uma referência no teatro carioca unindo artistas e revelando autores hoje em dia consagrados e premiados. Produziu espetáculos, workshops, publicações e mostras sobre dramaturgia contemporânea. Entre as atividades internacionais que participou, destacamos a Mostra Brasil Europa de Dramaturgia, que envolveu 7 países e a representação do Brasil em eventos teatrais de Paris durante o ano do Brasil na França. 

Seus últimos trabalhos no teatro foram: “Cadela de Vison”, “Macbeth”, “Timão de Atenas”, “Utopia”, “Madame”, “Rock and Roll” de Tom Stoppard, ficou em cartaz por mais de três anos com o sucesso de público e crítica “Ovo Frito” de Fernando Bonassi, “Myrna”  de Nelson Rodrigues, “Azul Respelendor”, espetáculo de comemoração dos 60 anos de carreira de Eva Wilma.

A atriz integrou o elenco da novela das 19h da Rede Globo “Tempos Modernos”, interpretando a personagem Bárbara Lee, realizando com sucesso sua estreia na TV. Desempenhou  também o  polêmico papel de Railda em Malhação. Luciana atua, produz e dirige espetáculos e ministra oficinas no eixo Rio/São Paulo. Mudou-se este ano para Salvador para realizar também outros projetos teatrais.   
     
Serviço
Electra de Copacabana no Gamboa Nova
Quando: 04,11,18 e 25/05/2016 (quartas)
Horário: 20h
Onde : Teatro Gamboa Nova – Rua Gamboa de Cima 03 - Aflitos
Quanto: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia)
Classificação: 12 anos
Informações: http://teatropedia.com/wiki/Luciana_Borghi 
Links sobre o trabalho:https://www.youtube.com/watch?v=Af2LZj3V4H4 https://www.youtube.com/watch?v=I5tbjPmuKKc

Ficha Técnica:
Texto e Interpretação: Luciana Borghi 
Direção: Renato Santos 
Participação em off: Antonio Fagundes 
Música Tema: Fausto Fawcett 

Somos todas Clandestinas e a força feminina

Realizado por uma equipe de jovens artistas feministas e a colaboração criativa de mais de 30 mulheres, Somos Todas Clandestinas leva à cena uma “mulher-história” que conta e reflete sobre o seu aborto. 
O espetáculo é a tentativa de representação de um discurso coletivo, múltiplo e tem como linha e agulha relatos verídicos de mulheres que abortaram clandestinamente, somados aos versos de poetisas latino-americanas. 

Montado em 2015, com estreia no mesmo ano, a peça tem texto de criação colaborativa e trilha sonora original gravada ao vivo. Com influência brechtiana e do teatro de agitação e propaganda, propõe um diálogo sobre os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres, racismo, descriminalização do aborto, assim como o papel do homem, da Igreja e do Estado. 

Segundo dados da Pesquisa Nacional de Aborto, realizada pela Universidade de Brasília, uma em cada cinco mulheres com até 40 anos  já fez pelo menos um aborto na vida. Isso significa que estas mulheres, no Brasil, não apenas cometeram um crime e deveriam cumprir pena de um a três anos de reclusão, mas também estiveram expostas a uma série de agravos à saúde, tais como infecções, perfurações de órgãos como útero e intestino ou hemorragias.

Serviço
Somos Todas Clandestinas
Quando: 05, 06, 12, 13, 19, 20, 26 e 27/05/2016 (quintas e sextas)
Horário: 20h
Onde : Teatro Gamboa Nova – Rua Gamboa de Cima 03 - Aflitos
Quanto: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia)
Classificação: 16 anos
Informações: https://www.facebook.com/somostodasclandestinas/
Links sobre o trabalho: https://www.youtube.com/watch?v=AM2yVL9xo7E https://www.youtube.com/watch?v=wPbD2PcyNzg
Contato: (71) 993121714 (Iajima - produção)

Ficha Técnica
Direção:  Iajima Silena e Maíra Guedes
Texto: Criação colaborativa; texto final de Izadora Guedes e Maíra Guedes
Encenação: Luciana Rocha, Maíra Guedes, Vanessa Damásio
Elenco:  Maíra Guedes
Maquiagem e Figurino:  Anna Oliveira
Cenografia:  Suellen Santana
Trilha:  Emillie Lapa, Mo Maiê
Luz:  Maria Carla, Viviane Jacó
Direção de Movimento: Bárbara Barbará
Produção:  Iajima Silena
Assistente de Produção:  Mila Bahia 
Design: Kaula Cordier – Cavalo.Design
Fotografias do Programa: Milena Palladino
Equipe Audiovisual:  Julia Guedes, Laíze Melo, Mila Bahia
Participação Especial Gravada:  Carlos Betão / Ícaro VilaNova
Gravação e Mixagem da Trilha:  Sebastian Notini em Apipema Estúdio

Antonio Soares apresenta O Bicho
O espetáculo O Bicho comemora 20 anos de carreira do ator Antonio Soares, aos sábados e domingos do mês de maio no Teatro Gamboa Nova. Com ingressos populares, o monólogo aborda a relação do homem consigo, onde questiona o reflexo negativo do humano e suas ações irresponsáveis diante do todo.

“Esperava-se ansiosamente que a evolução humana fosse um misto de ações em que o amor e o respeito ao próximo fosse o ponto forte. Parece que o homem desaprendeu e assimilou comportamento pelo egoísmo, pela inveja, pela materialidade e pela falta de amor total para com o próximo” – explica Soares, refletindo sobre as relações cotidianas e esclarecendo a inspiração para a montagem.

Segundo ele, estamos num teatro de operações onde a vontade intrínseca dos humanos tem como viés o ato de ignorar tudo. “O homem é insensato, por questões miúdas, transforma tudo em discórdias intermináveis, ignorando a sua significação” - completa.

Serviço
O Bicho
Quando: 07, 14, 21 e 28/05 (sábados) 08, 15 e 22/05/2016 (domingos)
Horário: 20h (sábados) e 17h (domingos)
Onde : Teatro Gamboa Nova – Rua Gamboa de Cima 03 - Aflitos
Quanto: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia)
Classificação: 16 anos
Informações: https://www.facebook.com/antonio.soares.393
Contato: (71)992565119/988349099 (Antonio Soares)

Ficha Técnica
Roteiro, direção, cenografia e atuação: Antonio Soares
Codireção, performances, trilha sonora e luz: Ailson Leite (O Homem Negro) 
Coreógrafa: Odre Consiglio
Artista circense, dança, expressão corporal : Odre Consiglio
Figurinos, maquiagem: Aldo Sá
Produções gráficas: Denis Sena 
Realização: Só Artes Produção Artísticas 
MÚSICA
A nova música baiana no show do projeto Nosso Festival
Nosso Festival é um projeto colaborativo e independente idealizado pela cantora e compositora Julie Caroll, que reúne e dá suporte inicial aos novos artistas da música baiana que são autônomos e não possuem apoio financeiro. Para apresentar parte dos resultados alcançados nos últimos meses, a equipe apresenta um show único, no dia 29 de maio, às 17h, dentro do GamBoaMúsica Pôr do Sol, do Teatro Gamboa Nova.

“O suporte desta iniciativa inclui produção de fotos promocionais, release, divulgação do single dos músicos na rádio comunitária Farol FM 87,9 e um curso online de Gestão e Planejamento de Carreira para Bandas Independentes, ministrado pelo produtor e empresário Dino Teixeira” – resume Julie. Ainda prevê a realização de pockets shows em escolas e apresentações em diferentes espaços, com o objetivo de promover circulação, divulgação e formação desses artistas.

Nesta edição os integrantes do Projeto Nosso Festival são Léo Bonetto, Guinho Moreira e a dupla Tons de Primavera, formada por Julie Caroll e Susi. Ainda a participação especial surpresa de um novo artista selecionado dentro do Venha Cantar Com a Gente. Esses artistas trazem canções autorais e interpretações da música nacional e internacional com dinamismo e um repertório vasto, passeando entre o pop, o pop rock, a MPB e a black music. 

Entre as realizações do projeto, que ganha forma desde o segundo semestre de 2015, estão apresentações de shows no Espaço Cultural Alagados, no Cine Teatro Solar Boa Vista e no Teatro Alberto Martins, em Camaçari, além de pockets shows nos colégios Sartre COC de Vilas do Atlântico e Itaigara.

Serviço
Projeto Nosso Festival
Quando: 29/05/2016 (domingo)
Horário: 17h 
Onde : Teatro Gamboa Nova – Rua Gamboa de Cima 03 - Aflitos
Quanto: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia)
Classificação: Livre
Informações: https://www.facebook.com/nossofestivaloficial/?fref=ts
Links de vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=OIY-pQaTdTs  
Contato: (71) 993000104/985354756 (Julie Carol)



Ficha Técnica
Artistas participantes/banda base: Julie Caroll, Susi, Léo Bonetto, Guinho Moreira
Coordenação Geral : Julie Caroll
Produção: Priscila Nepomuceno
Assessoria do Projeto: Simone Santos
Convidados: B Leno Oliveira ,Fabio Leon, Cleiton Lima
Realização: Equipe Nosso Festival

ARTES PLÁSTICAS
Eles por Ela I In Nus continua na Galeria Jayme Fygura

Lançada em abril, a exposição/ensaio fotográfico Eles por Ela I In Nus, de Rose Nascimento, segue aberta para visitação gratuita também no mês de maio. A grande inspiração das imagens é a busca pela fuga do cotidiano e das convenções da própria arte de fotografar, captando a poesia que existe no nu masculino, muitas vezes tido como agressivo.

“A partir de um bate papo informal sobre ideias que gostaríamos de fotografar, resolvemos em parceria elaborar um ensaio que explorasse o nu masculino. Isso ocorreu na sala da casa de Caíque Melo e Katson Freitas, dois dançarinos e pesquisadores de Salvador” – explica Rose, que completa: “Estamos fugindo de regras, trabalhando com a emoção, uma visão não comum. Assim, arriscamos novos caminhos, experimentamos novas ideias em perfeita harmonia e sintonia. Na verdade esse ensaio surgiu de forma despretensiosa, sem grandes objetivos, mas o conceito principal é a promoção de discussão sobre a beleza do corpo”. 

A fotógrafa nasceu no sertão baiano e aos 19 anos mudou-se para São Paulo, dedicando-se a rotinas administrativas e descobrindo o prazer da fotografia em 2011. Hoje em Salvador, seu trabalho une sensibilidade, detalhe e emoção, em permanente procura por novidades e técnicas que possam tornar o seu trabalho mais refinado, curioso e notável.

Serviço:
Exposição Eles e Ela I in Nus
Quando: 04/05 até 29/05/2016 (quarta a domingo)
Onde: Galeria Jayme Fygura do Teatro Gamboa Nova
Quanto: gratuito
Horario: 16h às 20h (qua a sab) 15h às 17h (dom)
Informações: http://ronascimentolima.wix.com/fotografia
Contatos: 991702643 (Rose)

Ficha-técnica:
Fotografias e organização: Rose Nascimento
Participantes e parceiros: Caíque Melo, Katson Freitas e Thiago Cohen

CINEMA

Mágico Mar e Lixo sem Fim? no CineGamboaNova

O curta documentário Mágico Mar e Lixo Sem Fim? é parte integrante do projeto com o mesmo nome, que foi idealizado pelo arte-educador, ator e mágico Fernando Lopes, com apoio financeiro da Fundação Cultural do Estado da Bahia, através do Edital Setorial de Circo de 2013. Ele entra em cartaz no mês de maio na programação do Teatro Gamboa Nova, como parte do CineGamboa, com exibição gratuita antes dos espetáculos, que começam às 20h de quarta a sábado e 17h aos domingos.

Através do olhar lúdico e poético do Mágico Espiga o espectador atravessa um dia de festa no mar e observa o rastro de descaso e irresponsabilidade deixado pelas pessoas. Espiga passeia pelo espaço, interage com as pessoas, e nos mostra a solidão de quem tenta fazer diferente. 
As imagens em preto e branco ganham cores quando, encontrando uma companhia, o Mágico Palhaço vê possibilidades de transformar em belo o que poderia ser lixo lançado ao mar.

Serviço
Mágico Mar e Lixo sem Fim?
Quando: 04 a 29/05/2016 (antes dos espetáculos com autorização prévia das produções)
Onde: Teatro Gamboa Nova 
Valor: Gratuito
Classificação: Livre
Contato: 71 99944 1046 (Wanderlei)


Ficha Técnica
Roteiro e direção: Gastão Netto
Câmera: Danilo Umbelino, Raimundo Laranjeira e Thiago Lisboa
Montagem: Thiago Lisboa
Finalização: Thiago Lisboa, João Gabriel (Jonga) e Gastão Netto.
Trilha Sonora original: Deco Simões
Idealização do projeto: Fernando Lopes
Direção de produção: Wanderley Meira
Assistência de produção: André Luís Silva e Roberto Filho














Comentários