KÁTIA BORGES LANÇA “O EXERCÍCIO DA DISTRAÇÃO” NO RIO VERMELHO



Com que você costuma se distrair da morte? Alguns apostam no álcool. Outros torram milhões com carros, viagens de luxo, motos velozes, experiências metafísicas na Índia. Há quem prefira o ócio criativo, a sublimação pelo vício ou simplesmente gastar o tempo diante de aparelhos diversos – rádio, TV, celulares, computadores de último tipo. É em torno da dispersão que nos envolve e nos faz seguir adiante, a despeito da certeza da finitude, que giram os poemas do novo livro de Kátia Borges. Editado pela Penalux, O exercício da distração é o sexto trabalho desta poeta e jornalista baiana, e reúne versos escritos ao longo de 2015 e 2016.

O lançamento será no dia 29 de março (quarta-feira), a partir das 19h, na Tropos Co., Rua Ilhéus, 214, Rio Vermelho - Salvador. Dividido em três capítulos – como se fosse o órgão vivo, fugas extraordinárias e as pequenas vilanias da cidade –, os poemas convidam a uma reflexão sobre a beleza e a dor, extremos que se tocam sempre que prestamos atenção na vida.



A autora - Kátia Borges é escritora e jornalista. Mestre e doutoranda em literatura e cultura pela UFBA. Tem publicado os livros "De volta à caixa de abelhas" (2002, Selo As Letras da Bahia), "Uma Balada para Janis" (2010, Edições P55), "Ticket Zen" (2011, Escrituras), "São Selvagem" (P55, 2014) e "Escorpião Amarelo" (2012, Edições P55). Seus poemas foram publicados nas coletâneas, "Sete Cantares de Amigos", "Concerto Lírico para 15 vozes", "Roteiro da Poesia Brasileira - Anos 2000", "Traversée d'Océans – Voix poétiques de Bretagne et de Bahia", edição bilíngue organizada por Dominique Stoenesco, "Autores Baianos Um Panorama"(2013, Secult/P55), edição trilíngue lançada durante a Feira do Livro de Frankfurt, e na Mini-Anthology of Brazilian Poetry (Placitas: Malpais Review, 2013). 




Comentários