OFICINA COM NATALIA BORGES POLESSO ENCERRA ESCRITAS EM TRÂNSITO 20



Vencedora do Prêmio Jabuti 2016 (Contos e Crônicas e Escolha do Leitor), ministra aulas de 20 a 22.09. Gratuito. Inscrições abertas

Modos de Narrar: a escrita como exercício será a próxima oficina do projeto Escritas em Trânsito. Natalia Borges Polesso, vencedora do Prêmio Jabuti 2016 (categorias Contos e Crônicas e Escolha do Leitor) ministra a terceira e última oficina do projeto, em 2017. As aulas acontecem de 20 a 22 de setembro, das 14h às 18h. As inscrições são gratuitas e ficarão abertas de 21 de agosto, segunda-feira, a 3 de setembro, domingo, através dos formulários: https://goo.gl/RBzuHb (Salvador) e https://goo.gl/qben3G (interior).
“Escrever um texto, narrar um acontecimento, deixar um bilhete, redigir e comentar criticamente um artigo, dar textão no Facebook, escrever o grande romance da contemporaneidade, qualquer uma dessas ações exige um modo de narrar”, considera Natalia Borges Polesso, que é professora e escritora. E conclui: “Nesta oficina oferecemos exercícios práticos, acompanhados de discussões conceituais e teóricas, para a compreensão dos processos que envolvem a narrativa em prosa. Abordamos desde narrativas orais, ou mesmo a simples vontade de contar, até a escrita de histórias que exigem recursos mais complexos”. 

A autora publicou Recortes para álbum de fotografia sem gente (2013), vencedor do prêmio Açorianos; Coração a corda (2015), uma seleção de poemas e narrativas curtas em prosa poética e Amora (2015), seu mais recente livro de contos, que explora as nuances das relações homoafetivas entre mulheres e foi vencedor do Prêmio Açorianos de Literatura 2016; obtendo também o 1º lugar no Prêmio Jabuti, nas categorias Contos e Crônicas e Escolha do Leitor. 

Os interessados na oficina com a escritora devem se inscrever através do formulário disponível na página www.fundacaocultural.ba.gov.br. Importante lembrar que são duas inscrições diferentes: uma para quem deseja concorrer a 4 vagas (específicas para moradores do interior do Estado), que terão ajuda de custo de transporte, e outra para as pessoas que moram em Salvador. 

As vagas serão limitadas, com turmas de até 30 pessoas. A carga horária de cada oficina será de 12 horas. O Escritas em Trânsito é uma realização da Coordenação de Literatura/Dirart, da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

Programa – Em Modos de Narrar: a Escrita como Exercício, Natalia Borges Polesso vai propor alguns exercícios de conscientização narrativa, leituras e discussões de alguns textos exemplares, produção textual, escuta crítica e exercícios de reescrita. Tudo isso a partir de narrativas orais, particulares e coletivas, consciência narrativa, técnicas de escrita, criatividade, entre outros elementos que conferem força à narrativa.

A escritora é doutora em Teoria da Literatura pela PUCRS, escreve crônicas semanais para o jornal Pioneiro, de Caxias do Sul, e, recentemente, foi selecionada para a coletânea Bogotá39, que reúne os 39 melhores escritores da América Latina com menos de 40 anos.

Territórios - Nesta quarta edição do Escritas em Trânsito são reservadas quatro vagas para efetivar a possibilidade de participação de artistas da palavra, que não residam na capital do estado, nas oficinas. Serão arcados custos com transporte destes participantes do interior. Os critérios considerados para o preenchimento das quatro vagas reservadas são que o(a) artista da palavra candidato(a) realize atividade literária e que seja multiplicador(a) de literatura, em sua cidade.

Formação continuada inédita – Autores de diversas origens e representantes de vários estilos e formatos vem participando do Escritas em Trânsito, qualificando o trabalho de escritores baianos, bem como de novos interessados em desenvolver habilidades na área. Nas edições dos anos 2012, 2013 e 2014 foram realizadas 23 oficinas em Salvador, para um total de 432 participantes.

Consideradas em sequência, as oficinas realizadas equivaleram a uma formação continuada inédita para novos escritores, que experimentaram várias turmas desta diversificada oportunidade de troca de conhecimentos. Até agora alguns autores(as) que passaram pelo Escritas em Trânsito: Ricardo Aleixo, Fabrício Corsaletti, Carlito Azevedo, Angélica Freitas, Verônica Stigger, Ricardo Chacal, Marcelino Freire, Marina Wisnik, Allan da Rosa, José Luiz Passos, Noemi Jaffe, Paulo Henriques Britto, Carol Bensimon, Ricardo Domeneck, Marília Garcia, Antonio Cícero, Alice Ruiz.  Eliane Marques ministra oficina de 30 a 31 de agosto e em 1º de setembro.

Comentários