BRITÂNICO DESFIGURADO POR TUMORES RELATA COTIDIANO DE OLHARES E AGRESSÕES




As pessoas encaram Adam Pearson onde quer que ele vá. Mas ele se assusta mesmo apenas quando olhares e sussurros se tornam algo mais violento do que isso.

Nesse depoimento, Pearson, de 30 anos, analisa a questão de crimes de ódio contra pessoas com deficiência no Reino Unido.

"Viver com uma face desfigurada em uma cidade movimentada como Londres significa que raramente consigo ser invisível.

Até mesmo coisas simples como pegar um metrô podem se tornar uma jornada cheia de pessoas cochichando, olhando, apontando para mim.

Eu tenho neurofibromatose tipo 1, uma doença que faz tumores benignos crescerem na extremidade dos nervos – no meu caso, no rosto.

Veja  vídeo:




Comentários