LANÇAMENTO DE 'LIVRO MAIS AGUARDADO DO ANO' FAZ LIVRARIAS FICAREM ABERTAS DE MADRUGADA

A escritora Harper Lee, autora de 'O sol é para todos' e 'Go set a watchman', 
em todo de novembro de 2007 (Foto: BBC)


Com mesmos personagens de 'O sol é para todos', 'Go set watchman', de Harper Lee, foi lançado simultaneamente em 70 países.


Da BBC

Livrarias em diversos países passaram a madrugada abertas para o lançamento do livro considerado por muitos o mais aguardado do ano. "Go set a watchman", de Harper Lee, autora do clássico "O sol é para todos", teve sua venda iniciada nesta terça-feira (14) em 70 países.

No Brasil, algumas livrarias já vendem a versão em inglês. O livro em português ainda não teve título definido e deve ser publicada em algumas semanas. 

A escritora Harper Lee(Foto: BBC)

O livro se passa 20 anos após os eventos relatados em "O sol é para todos", ganhador do Pulitzer.

Na cidade natal de Harper, Monroeville, no Alabama, uma remessa de 7 mil cópias de "Go set a watchman" chegou a uma pequena livraria independente antes da meia-noite.
Houve comemoração quando a loja abriu.

Racismo
O novo livro tem alguns dos mesmos personagens de "O sol é para todos", incluindo os personagens principal, Scout, e seu pai, Atticus Finch. Ele já causou polêmica: as primeiras críticas afirmam que o personagem Atticus manifesta visões racistas na história.

No livro original, ele é um advogado que defendeu um negro acusado injustamente de estuprar uma mulher branca.

Avessa a exposição, Lee hoje tem 89 anos e mora em um asilo em Monroeville, cidade onde escreveu "Go set a watchman", em 1957. Com a ajuda de seu editor, reescreveu a obra, que se tornou o bem-sucedido "O sol é para todos".

O livro é hoje visto como um dos grandes clássicos da literatura americana do século passado, foi referência na luta por direitos civis e o pelo fim da segregação nos EUA, além de inspirar, até hoje, ativistas e advogados do mundo inteiro. Ele vendeu mais de 40 milhões de cópias e é estudado em escolas em diversos países.

O livro também se transformou em um filme com o mesmo nome, estrelado por Gregory Peck.



A existência de "Go set a watchman" foi revelada em fevereiro.


Comentários