MOVIMENTO EXPLOESIA NO CAFÉ RUBI – SUCESSO TOTAL




Vinte poetas, ( mulheres), um lindo público e a direção de Sophia Colleti, foi o suficiente para explodir arte no elegante espaço Café Rubi (Hotel WISH- antigo Hotel da Bahia), ontem (21) em Salvador.
O show contou com as participações das poetas Auristela Lima, Bárbara Hupsel, Benilda Amorim, Berenice Carvalho, Clotilde Sampaio (in memoriam), Dilu Machado, Eliana Costa, Eurídice Macedo, Heloísa Lima, Jovina Souza, Maria José Matos, Madu Cidreira, Negra Luz, Polianna Oliveira, Regina Célia, Ritta Cidhreira, Rosana Paulo, Vitória Régia. Também houve a participação da bailarina Lila Martins, das Meninas da Curimba (Nane Sena e Daniela Gress) e do violonista Washington.

O grupo abriu o evento homenageando poetas como: Casimiro de Abreu, Augusto dos Anjos, Camões, Mário Quintana, Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade e Olavo Bilac.

O cantor e compositor Gerônimo que foi chamado ao palco onde recebeu exemplares da Coletânea do Movimento Exploesia e para o deleite de todos, cantou músicas do seu repertório, finalizando, assim o evento que teve seu início as 20:30h e terminando as 22:30h.

Entre declamações de poesias e músicas autorais, encenações teatrais (esquetes), projeção de videopoemas e dança, o Movimento fez da noite de quinta-feira, no Café Rubi, uma noite muito especial, ficando a promessa de uma nova apresentação no próximo mês. Exploesia costuma se reunir uma vez ao mês e cada apresentação é sucesso garantido na companhia de um público fiel, parceiro e amantes das letras. 
Além das edições mensais o grupo também se apresenta, a convite, em escolas, asilos, Fundações e Projetos Culturais, abertura de shows, lançamento de livros, Universidades, Hospitais, etc., e para isso já produziu alguns sketches performáticos sob diversos temas.  

O Movimento Exploesia foi fundado em janeiro de 2015 sob inspiração de uma poeta paulista, Da. Clotilde Sampaio (in memoriam), D. Clô, como era chamada, que viveu na Bahia, especificamente no Pelourinho, divulgando e valorizando a poesia e outras artes.

O Projeto foi criado por Vitoria Regia Sampaio (Jornalista, Poeta, Produtora Cultural) , Dilu Machado (Cantora, Poeta, Produtora Cultural) e Emanuela Carvalho (Professora, Escritora), e a ideia inicial era divulgar a poesia de autoras que não estavam na mídia, marcar um território feminino na literatura onde a predominância masculina já é vastamente conhecida.  O Movimento cresceu e lançou até agora mais de 30 poetas em suas edições mensais, ocorridas em espaços culturais, restaurantes, cafés e bares da cidade. Com a diversidade artística das poetas as edições foram sendo integradas com outras artes tais como pintura, música, composição, canto, vídeos, fotografia, dança, teatro, num processo de criação autoral próprio. 







































































































Lucymar Soares
João Grabriel
Polianna Oliveira