POR CARLOS YESHUA - 30 DE MARÇO - DIA DO AUTOR BAIANO - JORNAL A TARDE




Carlos Yeshua
carlossouzamkt@hotmail.com

No dia 30 de março do ano 2000, a livraria Siciliano do Shopping Barra, em Salvador, realizou uma ação que merece ser resgatada e celebrada anualmente, por sua importante ação de valorização dos autores da Bahia. O escritor e educador Hugo Homem, o paraninfo do evento, relembra que por iniciativa de Magda França, gerente da loja na época, com o apoio de instituições como A Tarde, a Academia de Letras da Bahia e a Fundação Casa de Jorge Amado, foi instituído o dia 30 de março, como o Dia do Autor Baiano, em cerimônia que apresentou como patrono o jornalista Jorge Calmon, na ocasião, diretor do jornal A Tarde.  

Após a exposição da placa que inaugurou o Espaço do Autor Baiano - um ambiente especial criado na loja com a finalidade de agrupar e oferecer maior visibilidade aos livros de autores locais, figuras ilustres discursaram em homenagem aos escritores e a ação promocional da empresa. Esteve presente, além dos nomes já citados, o livreiro Oswaldo Siciliano, presidente da livraria, o escritor Cláudio Veiga, presidente da Academia de Letras da Bahia, a poetisa Myriam Fraga, diretora da Fundação Casa de Jorge Amado, além de muitos escritores e outras personalidades ligadas à cultura.

Em seu marcante discurso, o escritor Hugo Homem realçou a importância de uma data em que se pudessem homenagear os nossos escritores, aqueles que fazem da palavra escrita ofício, disseminando informações, emoções e diversão, e terminou sua fala numa feliz metáfora em que comparou a livraria a um templo: "A livraria é um lugar sagrado, um templo de meditação e transcendência, onde impera o silêncio e circunvagam os pensamentos, onde o altar são as prateleiras e é o livro o objeto de adoração, tendo como sumo-sacerdote o leitor, que tanto pode elevar o escritor à condição de divindade, como arrojá-lo ao poço dos sacrifícios".

Sugerimos que as atuais livrarias existentes na cidade possam seguir o exemplo da antiga Siciliano e homenagear o escritor da Bahia, com um espaço de destaque, onde a literatura local possa ser facilmente encontrada pelos leitores.



Artigo publicado no Jornal Tribuna da Bahia. Salvador, segunda-feira, 30 março de 2015. Cidade – Página 13.




Comentários