CANTEIROS COLETIVOS NO PRÓXIMO DOMINGO, DIA 2 DE DEZEMBRO




Canteiros Coletivos levam música, fotografia artesanal e técnica de drenagem de áreas verdes urbanas ao Solar de Virote.

No próximo domingo, dia 2 de dezembro, a partir das 8h, os Canteiros Coletivos, grupo de cidadãos soteropolitanos que recuperam áreas verdes urbanas públicas abandonadas, participam do evento Solar de Virote com diversas atividades no Parque Solar Boa Vista: montagem de garrafas pet para a drenagem do canteiro recuperado, show da banda Nganga e oficina de fotografia em latinha, a técnica de pinhole, cujos alunos farão um pequeno ensaio fotográfico da ação na área verde. O evento faz parte do Virote do Solar, primeira virada cultural produzida pelo Cine Teatro Solar Boa Vista, com início no sábado, dia 1º de dezembro, e uma extensa programação de música, teatro, performances e ações de cidadania até domingo.

As ações dos Canteiros Coletivos no espaço localizado próximo ao Cine Teatro, parceiro na iniciativa, começaram em julho e seguem desde então com eventos de jardinagem e pintura, sempre com a ideia de envolver a comunidade no processo de recuperação do Parque e empoderá-la da manutenção do espaço, de forma que futuramente os próprios moradores cuidem das plantas e organizem eventos e encontros de lazer no local.

O objetivo dos Canteiros Coletivos é recuperar a essência da gestão cidadã da cidade através das ações de plantio e manutenção das áreas verdes, incluindo intervenções em estrutura urbanas com expressões artísticas como pintura em acrílica, grafite, mosaico, estêncil, entre outras técnicas que possibilitem aos moradores da cidade criar identidade com a área pública, desfazendo-se da impessoalidade e da aridez das estruturas de concreto.

Sobre os Canteiros Coletivos
Iniciado em fevereiro deste ano, os Canteiros Coletivos são formados por um grupo de cidadãos de Salvador que acredita na gestão participativa das áreas urbanas.

O objetivo é recuperar áreas verdes públicas abandonadas com a intenção de desconstruir depósitos irregulares de lixo e entulho e de provocar nos moradores, através da limpeza, do plantio e da arte, a ideia de que a força de um coletivo pode transformar e ressignificar espaços degradados e esquecidos de uma cidade. Atualmente, os Canteiros Coletivos recuperam quatro áreas de Salvador: Parque Solar Boa Vista (próximo ao Cine Teatro), Vale do Canela (ao lado do Campus UFBA), Gantois (entrada da Av. Garibaldi) e Valéria (zona industrial).

Nas ações, o coletivo busca criar autonomia nos moradores e comerciantes locais para que eles mesmos mantenham os locais recuperados, cuidando das plantas e promovendo um novo uso da área para a comunidade - de forma se resgate a vida intensa nas ruas do bairro. A partir de 2013, os Canteiros participam também de atividades do Bairro-Escola Rio Vermelho ao lado de escolas, organizações, empresários e moradores dispostos a conectar ao cotidiano do bairro ao currículo escolar e a propor uma nova relação, de trocas, de aprendizado no dia-a-dia, de trabalho coletivo para o bem comum.

Mais informações sobre os Canteiros Coletivos: 
Contato: Débora Didonê, 9148-5663


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, opine, colabore, construa. Faça parte desse "universo".