CARLOS SOUZA - JORGE AMADO E A UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES




Jorge Amado e a União Brasileira de Escritores


CARLOS SOUZA
 Em meio às comemorações do centenário do grande escritor brasileiro, Jorge Amado, que nasceu no dia 10 de agosto de 1912, a União Brasileira de Escritores – UBE, núcleo Bahia, não poderia deixar de lembrar que além de levar o nome do Brasil, sobretudo da Bahia, para o mundo, o autor de Gabriela foi um dos fundadores da UBE do Rio de Janeiro.  A ata de criação da instituição que confirma o fato está disponível no site da UBE/RJ, que diz: “Quarenta e cinco escritores estiveram presentes a reunião (...) que constituiu a sessão de instalação da UBE. Por quarenta e um votos foi eleita a seguinte diretoria: Presidente – João Peregrino Júnior; vice-presidente: Jorge Amado...” No mesmo dia, Jorge recomenda uma parceria com a UBE de São Paulo, para a realização do Congresso Brasileiro de Escritores.

Jorge Amado também deu sua contribuição para a criação do Dia Nacional do Escritor, data celebrada em 25 de julho. Em 1960, na qualidade de vice-presidente da UBE/RJ, Jorge realiza junto com o então presidente da época Peregrino Júnior, o I Festival do Escritor Brasileiro. A data do evento, 25 de julho, acabou se tornando, devido ao sucesso do evento, no "Dia Nacional do Escritor", através de um decreto governamental. 

Para nós baianos é mais um motivo para celebrarmos os 100 anos desse escritor que dedicou sua vida as letras, contribuindo assim para inserir o Brasil no cenário internacional através de sua obra, que foi editada em 55 países e traduzida para 49 idiomas.

A UBE/BA, que ressurgiu em 2010 e segue os princípios de Jorge, que tinha o espírito da coletividade e da generosidade com os escritores, sobretudo dos iniciantes no mundo literário, que são os mais carentes de apoio; se junta ao “Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus”, que este ano de 2012 homenageia o centenário de Jorge Amado, para prestar um tributo a um dos maiores escritores brasileiro de todos os tempos. O fruto do Prêmio resultará em um livro, que já está em fase de editoração e será lançado no dia 10 de agosto, na XXII Bienal Internacional do Livro de São Paulo.
Vida longa a obra de Jorge Amado!

Carlos Souza / Jornalista e coordenador da União Brasileira de Escritores – UBE/BA



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, opine, colabore, construa. Faça parte desse "universo".