ESTUDO AFIRMA QUE A CHINA DESCOBRIU A AMÉRICA DOIS MIL ANOS ANTES DE COLOMBO


Um grupo de pesquisadores descobriu no Alaska uma série de artefatos de bronze que contestaria radicalmente a versão conhecida do descobrimento do continente americano por Cristóvão Colombo. De acordo com esta revelação, os povos americanos teriam mantido, muito antes da chegada dos espanhóis, relações comerciais com as grandes civilizações asiáticas: China, Coreia e a região de Lacútia, na Rússia.

Essas trocas teriam começado há 2.600 anos, portanto muito antes da chegada de Colombo, em 1492. Isso é o que pode ser deduzido dos objetos encontrados nas escavações em Cabo Espenberg. O fato é que, na região da América setentrional, onde foram achados os artefatos, como apitos e fivelas de bronze, eram desconhecidas as técnicas de obtenção da liga de metal. Por isso, os cientistas acreditam que tais utensílios tenham chegado lá da Ásia Oriental. Acredita-se que o comércio teria se estabelecido por meio do Estreito de Bering, quando este ainda estava congelado.
Fonte: RT 



Comentários