GRITAR ALIVIA A DOR - PODE SOLTAR O GOGÓ, AMIGO.




Pesquisadores da Universidade Nacional de Singapura pediram a 55 estudantes para enfiarem amão numa água bem gelada. Havia algumas regras: algumas vezes eles poderiam gritar de dor, outras teriam de ficar sentados passivamente, ou apertar um botão, ou ouvir a própria voz (ou a de outra pessoa) ao expressar dor.

Quando tiveram de ficar sentados, os participantes aguentaram segurar a mão dentro da água por 24 segundos. O tempo recorde aconteceu quando puderam soltar um grito leve de dor: a média com a mão submersa subiu para 31 segundos.

Uma possível explicação é que, ao gritar, seu cérebro tem menos espaço para assimilar a dor. É como se os dois estímulos (o grito e a dor) competissem pela atenção dele – aí a percepção da dor diminui.
Aprendeu? Pode tirar esse grito contido da garganta.

Crédito da foto: flickr.com/facing-my-life/

Comentários