CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE E MEDULA COM CARICATURA AO VIVO




O Ilustrador e Cartunista Danilo Marques estará fazendo a caricatura de quem comparecer neste sábado 01/10 no Hemocentro da Santa Casa de São Paulo das 09 as 15 hs doando sangue ou cadastrando-se no banco de medula óssea. 

Vamos juntos salvar vidas! 

Rua Marquês de Itu, nº 579, Vila Buarque (próximo a Estação Santa Cecília do Metrô) São Paulo/SP.

TEATRO MARTIM GONÇALVES - UMBIGUIDADES E ULTERIDADES – IAMI REBOUÇAS



Iami Rebouças comemora 35 anos de carreira reapresentando os solos Umbiguidades e Ulteridades no Teatro Martim Gonçalves.

Desda a última quinta-feira, dia 22/09, a atriz e professora Iami Rebouças retorna ao palco com os  espetáculos solo Umbiguidades e Ulteridades, sucessos de crítica e público. Eles serão encenados no palco do Teatro Martim Gonçalves, integrando o Projeto Prata da Casa, que comemora os 60 anos da Escola de Teatro, 70 anos de UFBA e 35 anos da carreira de atriz.

Ambos são espetáculos que falam de forma bem humorada de seu trabalho de atriz, de sua busca pela melhor técnica, melhor interpretação dos textos dramatúrgicos, mas que também falam dela mesma, de seus temores, de suas angústias e também alegrias. 

Eles são resultados de processos de investigação acadêmicas realizadas por Iami. Ambiguidades (2000) é fruto de sua dissertação de mestrado, e lhe rendeu o prêmio Braskem de Teatro de melhor atriz no ano 2000. Desde a sua estreia, cumpriu mais de uma centena de apresentações em várias cidades da Bahia, do Brasil e na Universidade de Northampton, na Inglaterra, onde realizou estágio doutoral em 2013. Já Ulteridades (2014) amplia a experiência de Umbiguidades, e é fruto de pesquisa de doutorado.

"O que foi experimentado com êxito no mestrado em relação ao olhar plural dos outros, se tornou em Ulteridades, o princípio gerador da cena e seus experimentos, em improvisações onde vivencia o tema da alteridade", aponta Iami.

Os dois espetáculos serão encenados em sequencia, entre os dias 22/09 e 02/10. Umbuiguidades será apresentado quintas e sextas, às 19h, e sábados e domingos, às 18h. Já Ulteridades, será apresentado às quintas e sextas, às 21h, e sábados e domingos, às 20h. Ingressos a preços populares: R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira), além de preços promocionais para a comunidade UFBA: R$ 5,00 para estudantes, e R$ 10,00 para professores. A comunidade da Escola de Teatro (estudantes, técnicos e professores) não paga,  dentro de uma cota de 10% dos ingressos por dia.

Sobre os espetáculos

Umbiguidades é o resultado de sua pesquisa de mestrado sobre as principais composições vocais dos seus personagens em seus primeiros 20 anos de trajetória. A atriz transforma-se em cena fazendo o uso das técnicas estudas focando a composição de cada personagens através do uso da voz numa “colcha de retalhos”, tendo como fio condutor trechos de texto de clássicos como Shakespeare, Brecht, Eurípedes, Alfredo Jarry dentre outros. Umbigüidades estreou no ano de 2000, saindo do circuito acadêmico e alcançando sucesso de público e crítica, o trabalho rendeu a Iami o prêmio Braskem de melhor atriz baiana daquele ano.  O solo foi escolhido pela Funarte para ser uma das peças representantes da Bahia no projeto Encena Brasil, no Rio de Janeiro.  Apresentou-se São Paulo. Foi selecionado pelo projeto nacional Palco Giratório-SESC em Santa Catarina e Brasília.  Participou do Festival Teatro em Vitória do Espirito Santo. Circulou por várias cidades do Interior da Bahia. 

Ulteridades O solo faz parte da pesquisa do Doutorado em Artes Cênicas e explora o tema da Alteridade, ao evocar o descobrimento da concepção do mundo e dos interesses de um “outro”. A estreia do solo foi em outubro de 2014, com temporada no Teatro Gamboa Nova. Participou como espetáculo convidada do FIAC (Festival Internacional de Artes Cênicas. O processo da Encenação Tese foi desenvolvido ao longo de 4 (quatro) anos entre Salvador/Northampton e Londres. Com Ulteridades, a atriz amplia a experiência de seu primeiro solo Umbigüidades.  

Sobre Iami Rebouças

Iami atua no teatro desde 1981, quando integrou o elenco da montagem “Ubu-Rei – Efemérides Patafísica”, de Alfred Jarry resultado do III Curso Livre de Teatro do TCA, dirigido por Paulo Dourado. Na sua trajetória profissional, constam mais de 50 trabalhos como atriz teatro, montadas por reconhecidos diretores baianos. Viajou com diversos espetáculos para festivais regionais, nacionais e internacionais. Recebeu prêmio Braskem de melhor atriz 1998 (MãeCoragem) e 2000 (Umbigüidades).


SERVIÇO:

O Que: Umbiguidades
Quando: 22, 23, 24, 25, 28, 29, 30/09, 01 e 02/10- quintas e sextas, às 19h, e sábados e domingos, às 18h
Duração: 60min

O Que: Ulteridades
Quando: 22, 23, 24, 25, 28, 29, 30/09, 01 e 02/10 - quintas e sextas, às 21h, e sábados e domingos, às 20h
Duração: 50 min.

Onde: Teatro Martin Gonçalves
Quanto: R$ 10,00 (meia); R$ 20,00 (inteira)
Preço promocional para comunidade UFBA: 5,00 para estudantes, R$ 10,00 para professores. A comunidade da Escola de Teatro (estudantes, técnicos e professores) não paga, numa cota de 10% dos ingressos por dia.

LEGIÃO URBANA DÁ SHOW




O sucesso que a turnê comemorativa “Legião Urbana – XXX anos” faz por onde passa, se repetiu em Lauro de Freitas, na última sexta-feira, dia 23. Em mais de uma hora de apresentação, os “Legionários” – como são chamados pelos fãs da banda – relembraram as letras das canções que fizeram parte de suas vidas e cantaram os sucessos junto com seus ídolos.

Pela primeira vez em Lauro de Freitas, Dado Villas-Lobos, Marcelo Bonfá, Formigão e André Frateschi fizeram da noite um momento inesquecível. “Será”, “Ainda é cedo”, “Geração Coca-Cola”, “Teatro dos Vampiros” e “Que País É Esse” – uma das mais pedidas pelo público–fizeram parte do repertório apresentado. Para fechar a noite, o vocalista André agradeceu o carinho do público por sair no meio de tanta chuva.


Crédito: Sercio Freitas







" MÚSICA NA VARANDA" – MÔNICA SAN GALO – GERÔNIMO – HOJE




Mônica San Galo convida Gerônimo para show no 'Música na Varanda' nesta sexta-feira (23)

A cantora Mônica San Galo volta a se apresentar no projeto “Música na Varanda” nesta sexta-feira (23), com o show “Madame de Madrugada”, no Restaurante Passeio da Vitória do Sheraton da Bahia Hotel.

A apresentação começa às 21h, e conta com a presença especial do cantor Gerônimo, um dos precursores do axé music, que promete agitar o público com clássicos da música baiana que marcaram a sua carreira como “É D’Oxum”, “Eu sou Negão” e “Jubiabá”.

No show, além de interpretar composições autorais, Mônica apresenta para o público releituras de canções de nomes consagrados como Chico Buarque, J. Fred Coots e Haven Gillespie, Isolda, Dominguinhos e Edith Piaf. A apresentação traz também impressões, histórias e interações da cantora com a plateia.

Com clima descontraído e um ambiente bastante aconchegante, o projeto realizado em parceria com a Chandon traz um jantar especial, assinado pelo chef Leandro Strattmann, tendo como sugestão a Mariscada, prato carro-chefe, harmonizada com o espumante Chandon Brut. O jantar é aberto ao público externo. Sem couvert.

O hotel possui serviço de manobrista. As reservas podem ser feitas através do telefone: (71) 3021-6700.

Serviço
“Música na Varanda” com Mônica San Galo e part. Gerônimo
Data: 23 de setembro (sexta-feira)
Horário: 21h
Valor: Sem couvert
Local: Restaurante Passeio da Vitória, no Sheraton da Bahia Hotel
Endereço: Av. Sete de Setembro, nº 1537 – Campo Grande
Maiores informações: (71) 3021-6700 













(Fotos: Divulgação)

Helder Azevedo
helder@bizcomunicacao.com.br / (71) 99244.8938
Vlady Alves
vlady@bizcomunicacao.com.br / (71) 99724.8358/ 99302.8703
Biz Comunicação 
www.bizcomunicacao.com.br




DONA ONETE FAZ SHOWS NA CAIXA CULTURAL SALVADOR




Diva do Carimbó Chamegado se apresenta pela primeira vez na Bahia


A CAIXA Cultural traz pela primeira vez a Salvador, entre os dias 7 e 9 de outubro (sexta-feira a domingo), shows de Dona Onete. Serão três apresentações em que a cantora e compositora paraense mesclará seus sucessos com canções do seu segundo álbum, Banzeiro (2016). O público poderá conferir os espetáculos na sexta-feira e no sábado, às 20h, e domingo, às 19h.

Aos 77 anos e com sua voz rouca, Dona Onete tem conquistado platéias por onde passa. Inventora do Carimbó Chamegado, que ela própria classifica como um ritmo que tem “o balanço do carimbó com um toque de pimenta”, a cantora e sua banda apresentarão canções que já se tornaram clássicos do estilo como “Jamburana” e “Proposta Indecente”. O show também guarda espaço para novidades como “Tipití”, “Rio das Flores” e “Banzeiro”, presentes no novo álbum.

Os ingressos serão vendidos a preços populares, a partir das 9h da sexta-feira (7), para todas as apresentações, na bilheteria da própria CAIXA Cultural Salvador, na Rua Carlos Gomes, 57, Centro.

Dona Onete:
Compositora de mais de 300 canções, Dona Onete participou de importantes grupos folclóricos como o “Raízes do Cafezal” e do grupo pop-regional “Coletivo Radio Cipó”, antes de se tornar inspiração da nova música paraense. No seu primeiro CD “Feitiço Caboclo” (2012), lançado quando já contava 73 anos, ela conseguiu sintetizar as bases musicais que a fariam cativar o público mais jovem e os fãs de música alternativa brasileira.

Hoje já gravada por diversos artistas paraenses, incluindo cantoras de projeção nacional como Gaby Amarantos e Aíla, Dona Onete relembra o seu processo de criação musical: “a música do Pará é muito cheia de mistura, então comecei a fazer essas canções, que falavam de amor, num ritmo mais lento e muito sensual, e assim nasceu esse Carimbó Chamegado”.

As apresentações na CAIXA Cultural Salvador terão como base o CD “Banzeiro”, no qual Dona Onete só gravou músicas autorais e inéditas. O repertório revela inspiração no passado histórico-cultural da artista, com influências das canções de rádio que ela costumava ouvir. Entre os temas, histórias de negros escravos que trabalhavam nas lavouras de cana do Pará e que uniram sua dança e ritmo à cultura dos caboclos que lá já estavam, criando o ritmo denominado Bangüê.

No palco, a artista será acompanhada pelo guitarrista e produtor musical Pio Lobato, além de Vovô (bateria), JP (percussão amazônica), Breno Oliveira (contra-baixo) e Daniel Serrão (teclado e sax).

Serviço:
Música – Dona Onete
Período: de 7 a 9 de outubro de 2016
Horário: às 20h (sexta-feira e sábado) e às 19h (domingo)
Local: CAIXA Cultural Salvador – Rua Carlos Gomes, 57, Centro – Salvador (BA)
Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)
Informações: (71) 3421-4200
Classificação indicativa: livre
Conveniência: estacionamento gratuito ao lado





LANÇAMENTO DUPLO - RICARDO FERREIRA E GILENO FELIX - IGHB






Aconteceram sábado (16) os lançamentos dos livros O Grande Banquete – eles e elas e os risos do fado do escritor Ricardo Ferreira e O Trem, a cidade e o cordel do escritor Gileno Felix.

O evento ocorreu no IGHB - Instituto Geográfico e Historio da Bahia com uma presença bastante significante de convidados. 

Os artistas Alexandre Leão e Márcia Short fizeram uma participação musical; com a poesia, a escritora, Celeste Faria a abertura com a Jornalista Delza Schaun, e Eva Nobre, responsável pelo Buffet. 

Conheça um pouco sobre as obras aqui: 



O Blog da Gaivota esteve presente e registrou muitos desses momentos: 



Gileno Felix e ricardo Ferreira 


Gileno Felix/Editor e revisor dona da Quarteto Editora José Carlos Sant'anna/
Ricardo Ferreira

Delza Schaun

Eduardo Morais de Castro - Presidente do IGHB
Celeste Farias 












Consul de Portugal Nathalie Viegas
Consul de Portugal Nathalie Viegas

Ricardo Ferreira /Almira Reuter 



















Ricardo Ferreira/Neia Andrade



Celeste Farias/Almira Reuter/neia Andrade/Leandro Flores/
Lucymar Soares/Andrea Reuter
Andrea Reuter/Almira Reuter/Lucymar Soares 

Celeste Farias/Bel Borba





Celeste Farias/Ricardo Ferreira/Leandro Flores