FLICA – MAPA DA PALAVRA - CACHOEIRA 2016



Flica receberá lançamento de site e de publicações do Mapa da Palavra.BA

Portal virtual com registro de artistas da palavra do estado e quatro publicações com textos selecionados serão apresentados na Festa Literária Internacional de Cachoeira 2016
  
O projeto de mapeamento que objetiva incentivar a literatura na Bahia apresenta os seus primeiros resultados, na mesma Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) onde foi anunciado, um ano atrás. Desta vez, na 6ª edição da Flica, no dia 13 de outubro, quinta-feira, às 15h, o secretário Jorge Portugal lança o site e quatro publicações impressas CartoGRAFIAS, a revista do Mapa da Palavra.BA. 

Na abertura da Flica, antes de assumir a posição de mediador da mesa temática Histórias da Gente Brasileira, o secretário apresenta a novidade, ao lado da diretora da Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fernanda Tourinho. Serão 2 mil exemplares distribuídos gratuitamente nos quatro dias do evento. Posteriormente, um organograma de distribuição será desenvolvido para o estado. 

Identificar artistas da palavra nos 27 territórios de identidade da Bahia, realizar um primeiro diagnóstico do setor literário, além de difundir produções de autores(as) baianos(as), estão entre os objetivos do Mapa da Palavra.BA. Em sua primeira chamada, 2015/2016, o projeto  contou com a participação de artistas de mais de cinquenta municípios do Estado. 

O Mapa da Palavra.BA é uma ação da Coordenação de Literatura/Dirart da Funceb, entidade vinculada à SecultBA. O site contará com minibiografias e trabalhos literários dos autores, como uma galeria permanente dos artistas da palavra da Bahia, e poderá ser consultado a partir do dia do lançamento pelo endereço www.mapadapalavra.ba.gov.br. O Portal inclui o conteúdo completo das publicações impressas, CartoGRAFIAS, que também serão lançadas na Flica.

Site e publicações - “Apresentamos este primeiro resultado para a possibilidade de uma leitura coletiva, buscando juntos enxergar uma estrutura ampla e significativa, revelando caminhos para um maior diálogo entre seus agentes, na expectativa de alicerçar novos projetos que contribuam com o fomento, difusão e circulação da literatura da Bahia”, considera Fernanda Tourinho. 

Quatro volumes da revista CartoGRAFIAS, contendo as produções de artistas da palavra selecionados na primeira chamada do Mapa da Palavra.Ba, serão lançados na Flica. Cada volume segue a inspiração das estações do ano: Primavera, Verão, Outono e Inverno. “Difundir esta cartografia é promover um diálogo estético, espacial; criando relações entre cidades, artistas, formas de criar; é expor entonações  e estilos diversos e apostar na troca de experiências e na reflexão”, explica Karina Rabinovitz, coordenadora de Literatura da Funceb.

Nos dias 14 e 15 de outubro (sexta-feira e sábado), serão realizados os "Diálogos sobre a produção literária na Bahia" - mesas do Mapa da Palavra.BA, na FLICA 2016, que acontecerão no Anfiteatro do Espaço Educar para Transformar (IPHAN), às 11h e 15h30. A proposta é promover o encontro entre artistas da palavra de cidades distintas da Bahia, para um diálogo sobre carências e potencialidades, complementaridades e antagonismos de suas criações e processos criativos e as várias realidades literárias, dentro de um mesmo estado. 

No dia 14, participam da Masa, às 11h: Cátia Lantyer e João Figuer (Salvador), Érica Azevedo (Santo Estêvão) e Zé Walter (Brumado). No mesmo dia, na mesa das 15h30, participam Elton Magalhães e Nanda Leturiondo (Salvador), João Lopes Filho (Alagoinhas) e Pawlo Cidade (Ilhéus).

No dia 15, participam da Mesa, às 11h: Aidil Araújo Lima (Cachoeira), Daniela Galdino (Itabuna), Jotacê Freitas (Salvador) e Marcondes Araújo (Feira de Santana). Já às 15h30, participam Amós Heber, Victor Az e Rosana Paulo (Salvador) e Josemário Fernandes (Ibotirama).

Registros do Mapa - Karina Rabinovitz reconhece que no estado com 417 municípios, existem muito mais artistas da palavra, que os que estão registrados neste portal e que,  “por conta disso, compreendemos que este é um primeiro recorte, do que podemos identificar como este universo da literatura baiana contemporânea e, entendendo que o setor literário é vivo e está em constante mudança e crescimento, há um planejamento de reabertura deste cadastramento”.

O projeto segue, assim, sua vocação dinâmica, com o objetivo de democratizar os dados sobre a literatura contemporânea da Bahia e incentivar e difusão e a produção literária do estado. Neste momento, o Mapa da palavra.BA é o mais completo levantamento de dados sobre a literatura contemporânea na Bahia e por isso, também tem como função, servir de base para o planejamento de  programas, projetos e ações que incentivem o desenvolvimento das letras no estado.
 _________________________________________________
Assessoria de Comunicação
Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB
asc.funceb@gmail.com |(71)3324-8565
Claudia Pedreira - claudiapedreirajornalismo@gmail.com | (71) 98879-7994
www.fundacaocultural.ba.gov.br

Comentários