CONFERÊNCIAS SETORIAIS DE CULTURA PAUTAM LINGUAGENS ARTÍSTICAS

Etapa da V Conferência Estadual de Cultura, as Setoriais incluem debates específicos sobre Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música e Teatro

Depois de realizadas as etapas municipais, nas cidades baianas, e territoriais, nos 27 Territórios de Identidade do estado, é chegada a hora de debater a Cultura da Bahia sob um olhar setorial. No dia 6 de outubro (domingo), na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e no PAF VI da Universidade Federal da Bahia (Federação – Salvador), das 8 às 18 horas, 23 Conferências Setoriais de Cultura focam nas linguagens artísticas – Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música e Teatro – e nas áreas de Arquivos, Memória e História; Bibliotecas; Culturas Afro-Brasileiras; Culturas da Infância; Culturas da Juventude; Culturas Digitais; Culturas dos Idosos; Mulher e Cultura; Culturas Indígenas; Culturas LGBT; Culturas Populares; Espaços Culturais; Estudos e Formação em Cultura; Livro e Leitura; Museus; e Serviços Criativos.

O evento é aberto ao público e intenciona mobilizar uma expressiva participação da sociedade, representada por artistas, produtores, conselheiros, gestores, estudiosos, pesquisadores, investidores e demais protagonistas da Cultura.

As Conferências Setoriais são uma etapa que compõe a V Conferência Estadual de Cultura, que tem como tema “Uma política de Estado para a cultura: desafios do Sistema Estadual de Cultura” e cujo encontro final acontece nos dias 12 e 13 de outubro, em Camaçari. O secretário estadual de Cultura, Albino Rubim, comemora a vanguarda da Bahia em relação ao avanço no diálogo entre sociedade civil e o poder público sobre as políticas públicas para a Cultura: “A Bahia é o estado que mais faz Conferência Setorial. Reconhecemos 26 setores da Cultura e possibilitamos a participação de representantes de todos os Territórios de Identidade baianos nesses encontros, para que as discussões não se fechem em Salvador, e que sejam, de fato, estaduais”.

Tendo como missão a criação e implementação de políticas para as Artes, a Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), órgão vinculado à Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), será responsável pela instrução dos debates a respeito das linguagens artísticas. Para tanto, os coordenadores que respondem pelas áreas de Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música e Teatro, bem como a diretoria geral e assessores técnicos da Fundação, se farão presentes. Cada gestor de linguagem integrará os grupos com os representantes de suas áreas.

O assessor de Relações Institucionais da FUNCEB, Kuka Matos, explica que a metodologia das Setoriais está dividida em três grupos: “O primeiro grupo é composto pelos setores que estão em processo de construção dos seus Colegiados, que vão definir os membros da comissão eleitoral e os mecanismos para o processo eleitoral dos seus membros. O segundo grupo é composto pelos setores que já têm os seus Colegiados Setoriais em funcionamento, caso de todos os setores das Artes, e estes vão trabalhar a construção dos seus planos setoriais de Cultura. Por fim, os que compõem o terceiro grupo são os setores que estão em processo ou início de organização do seu Sistema Setorial: estes vão elaborar, validar e priorizar propostas para os setores visando à sua total inclusão no Sistema Estadual de Cultura da Bahia”.

O diretor de Territorialização de Cultura, Sandro Magalhães, informa que, para ampliar a participação de representantes dos setores de toda a Bahia, foram eleitos 67 delegados para as Conferências Setoriais, que terão despesas pagas pela SecultBA para participarem desta etapa em Salvador. “Como os encontros são abertos ao público, todos os setores que garantirem o quórum de 26 participantes credenciados para realizarem sua Conferência elegerão até cinco delegados cada, sendo três representantes da sociedade civil e dois representantes do poder público, para participar da V Conferência Estadual de Cultura”, completa.

As Setoriais se justificam pela necessidade da contribuição da sociedade civil na discussão das políticas públicas para os diversos setores da Cultura e objetivam promover o debate, valorizando a diversidade das expressões e o pluralismo das opiniões; fortalecer e facilitar a formação e o funcionamento de fóruns e redes; discutir e estimular a criação dos Colegiados Setoriais ainda não formados, que compõem o Sistema Estadual de Cultura da Bahia, conforme previsto na Lei Orgânica da Cultura (12.365/2011); discutir a elaboração dos Planos Setoriais de Cultura; e eleger os delegados setoriais para a etapa estadual.




Conferências Setoriais de Cultura – Linguagens Artísticas
Artes Visuais | Audiovisual | Circo | Dança | Literatura | Música | Teatro
Quando: 6 de outubro de 2013 (domingo), das 8 às 18 horas
Onde: PAF VI da Universidade Federal da Bahia (UFBA)
Rua Caetano Moura, 121 – Federação
Aberta à participação pública | Entrada gratuita


Informações: www.culturabahia.com
------------------------------------------------------
Assessoria de Comunicação
Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB
asc.funceb@gmail.com | (71) 3324-8565
Paula Berbert – paula.funceb@gmail.com | (71) 9127-7803
Nivia Cerqueira – comnivia@gmail.com | (71) 8808-2446

FUNCEB                                                                     AGENDA CULTURAL BAHIA
www.funceb.ba.gov.br                                      www.agendacultural.ba.gov.br
www.twitter.com/funceb                                               www.twitter.com/agendacultbahia
                  www.facebook.com/fundacaoculturalbahia  









                




Comentários