SUCOM DIVULGA BALANÇO DA POLUIÇÃO SONORA NA CAPITAL BAIANA EM 2012


Para denunciar a atuação de poluidores sonoros em Salvador, o cidadão pode ligar para o telefone (71) 2201-6660. O atendimento funciona 24 horas.



 

De janeiro a dezembro de 2012, a Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom) recebeu 68.912 queixas de poluição sonora na capital baiana. A maior parte das reclamações registradas no órgão (1.814 delas) foi efetuada por moradores do bairro de Itapuã. Na sequência, as regiões com maior incidência de barulho foram: Fazenda Grande do Retiro (1.770), Uruguai (1.618), Pernambués (1.609), Liberdade (1.606), Boca do Rio (1.581), São Caetano (1.510), Cajazeiras (1.506), Federação (1.436) e Pituba (1.374).

Para combater o problema nas diversas localidades de Salvador, a autarquia intensificou as fiscalizações, promovendo, além das ações de rotina, 347 operações, que resultaram na apreensão de 3.746 equipamentos sonoros (caixas de som, cornetas, módulos, entre outros), na aplicação de 1.115 multas e na emissão de 363 notificações.

Além das ações repressivas, a superintendência realizou 112 ações de caráter educativo que contemplaram públicos variados: comerciantes, igrejas, associações de moradores, estudantes da rede pública e particular de ensino, profissionais do ramo hospitalar, e beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida.

O levantamento feito pelo órgão também aponta que este ano as fontes sonoras que mais geraram reclamações foram veículos particulares, representando 45,5% das queixas. Em seguida aparecem as residências, com o índice de 21,1%.

Bares/restaurantes/boates aparecem em terceiro lugar, com 13,2% do total de denúncias cadastradas através do disque poluição sonora da Sucom.

A fiscalização da poluição sonora retornou para a Sucom em 2010. Desde então, a superintendência vem intensificando os esforços para combater esse mal social por toda a cidade, a exemplo da criação da Operação Silere, iniciativa fruto da parceria firmada entre a Sucom e a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP/BA), que conta também com a colaboração da Guarda Municipal, Sesp e Transalvador.

Para denunciar a atuação de poluidores sonoros em Salvador, o cidadão pode ligar para o telefone (71) 2201-6660. O atendimento funciona 24 horas.


Sucom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, opine, colabore, construa. Faça parte desse "universo".