UMBILICAL SHOW DE LANÇAMENTO DO CD DE JURACI TAVARES



O poeta, cantor e compositor Juraci Tavares lança com show, no próximo dia 08.05, às 19h, no Teatro do Sesc-Senac Pelourinho, seu primeiro disco autoral, o CD Umbilical. 

Autor de várias composições para os blocos afro Ilê Aiyê, Malê Debalê, Cortejo Afro, Filhos de Gandhy e para os afoxés de Olinda e Recife Oyá Tokolê Afoxé, Oxum Pandá e Alafin, Juraci Tavares realiza, no CD e no show, um verdadeiro  diálogo entre a música e a poesia, tendo como base a musicalidade baiana. Quem assina a direção musical de Umbilical e do show é o baiano Márcio Pereira, mestre em Artes Musicais pela University of New Orleans.


Conhecendo o CD Umbilical - Versos livres, reflexivos, inquietantes, olhar plural, histórico, educativo, poesia musicada alicerçada na liberdade e autonomia das palavras e dos sons que levam quem ouve a dialogar consigo mesmo. São versos e melodias atraentes pois são inquietantes e ao mesmo tempo leves e dançantes. Nos seus versos, encontra-se a indizibilidade da palavra sem se preocupar aonde as mesmas vão chegar. A sua sonoridade caminhante entrelaça caminho e caminhar se construindo ao mesmo tempo. Nela as inquietações, reflexões, olhares ancestrais-contemporâneos, sankofianos, andam circularmente. Esses aspectos na obra de Juraci Tavares são andantes livres, garantindo a soltura da palavra. Caminhares e versos circulares cingem o passado e o presente, ancestralidade e contemporaneidade, num tempo único que é o Tempo do Sankofa, ou seja, sem divisões.

O CD Umbilical remete a um olhar filosófico, plural, rítmico afro- brasileiro remetendo essa construção a olhares específicos e ao mesmo tempo capazes de abraçar os variados espectros humanos. No giro da roda, versos, palavras, cantos, poesias são  umbilicais e provocadores, pois levam o  seu ouvinte e leitor à busca incessante de respostas, levando-o para o seu interior, tirando-o  do centro, inquietando-o e transformando-o em caminhante buscante. Os versos negro lindo é pleonasmo/ negro lindo é exclusão/ o negro lindo aí é dispensável/ é exceção é contra mão confirmam a sua intenção artística quando provocam seu ouvinte e leitor  a refletir sobre expressões excludentes marcadoras de espaços na sociedade brasileira.

Adicionar legenda
Trajetória do artista - Juraci Tavares nasceu em 1950, em Salvador-Bahia-Brasil, no bairro da Liberdade, reduto mais negro de Salvador. Poeta, músico, radialista, licenciado em Construção Civil e Filosofia pela Universidade Católica de Salvador; licenciado em Música pela Universidade Federal da Bahia; Especializado em Metodologia do Ensino Superior, lecionou durante 32 anos Construção Civil, no Instituto Federal de Educação Tecnológica da Bahia.

Nos anos de 2010 e 2011 foi lançado nas coletâneas de poesia Focus V, VI e na edição IX, lançada em 2014. Cantor e compositor de música popular brasileira, compositor dos blocos afros Ilê Aiyê, Malê Debalê, Cortejo Afro, Filhos de Gandhy, dos afoxés de Olinda e Recife OyáTokolê Afoxé, Oxum Pandá e AlafinOyó, foi campeão em 1999 do 25º Festival de Música Negra do Ilê Aiyê cujo tema foi a Força das Raízes; campeão em 2000 do 26º Festival de Música Negra do Ilê Aiyê, cujo tema foi Terras Remanescentes de Quilombos, com a música Demarcando Espaços Lugares.

A obra de Juraci Tavares é alicerçada no olhar acadêmico e na sua militância negra e humana visto que participa dos movimentos sócio-culturais da cidade, particularmente do Movimento Negro. É um artista sankofiano, pois produz no aqui e agora na companhia dos seus ancestrais. Constrói a sua obra musical, humana e literária coma liberdade que lhe é peculiar, por isso vai construindo caminhos  sem se preocupar  aonde vai chegar.

Em 2007 fez o show Veia Aberta nos dias 18 e 25 de julho, no Teatro do Sesi; 2008 volta ao Teatro do Sesi com o show Vacábulos Caminhantes com a participação  especial do Afoxé OyáAlaxé, de Recife; 2009 o show Cordão Umbilical no Teatro Dona Canô na cidade de Santo Amaro da Purificação; 2010 com o show Juraci Tavares, Canto e Poesia fez 12 ( doze) apresentações  no Espaço Cultural Casa da Mãe; no dia 11 de junho se apresentou no Espaço Cultural e Restaurante Beco da Rosália; no dia 28 de novembro de 2010 fez um show homenageando o Novembro Negro e o Ilê Aiyê com a participação da cantora Iracema do Ilê Aiyê, cantando um repertório cujo centro foi a cultura e a etnicidade negra. Cantou nos carnavais de 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012 nos afoxés AlafinOyó de Olinda e Afoxé OyáAlaxé do Recife canções da sua autoria e dos seus parceiros feitas para esses dois afoxés;em julho de 2010 cantou no Festival Del Caribe na cidade de Santiago de Cuba a convite dos referidos Afoxés. No dia 09 de janeiro de 2011 fez os shows Canto e Poesia na cidade de Olinda.



Participou das Antologias Poéticas V, VI e VII em 2009, 2010 e 2011 respectivamente. No dia 14 de maio de 2011 fez o show poético e musical “ Procuram-se Áurea e Isabel “, levando para o público uma reflexão sobre os efeitos negativos que o treze e o catorze de maio de 1888 causaram a sociedade brasileira, particularmente a criança, ao homem e a mulher negra brasileira; fez dois shows no Espaço Cultural D’Venetta nos dias 29 de maio e 10 de abril de 2011. De 17 a 19 de outubro de 2011 cantou no oitavo Festival Internacional de Corais com o Coral Canto Brasil, sob a regência do maestro Dilton Ferreira nas cidades de Barcelona e Girona na Espanha; em junho de 2012 lançou o seu livro solo Vocábulos Caminhantes. Em novembro de 2014 participou do novembro negro da prefeitura Municipal de Salvador, ao realizar duas apresentações do Show Umbilicando no Espaço Cultural da Barroquinha.



Ficha Técnica

Artista: Juraci Tavares

Direção Musical: Márcio Pereira

Arranjos: Márcio Pereira

Músicos: Márcio Pereira (violão), Nielton Marinho (percussão), Isaías Rabelo (piano)

Participação: Stael Machado e Jocélia Fonseca

Iluminação: Nando Zâmbia

Técnico de Som: Luciano Almeida

Figurino: Katuka Africanidades

Concepção Cenográfica: Tulany e Stael Machado

Cenografia: Tulany e Bárbara Fernandes

Programadora Visual: Amanda Nascimento

Coordenação Geral: Juraci Tavares e Elisabeth Piedade Tavares

Coordenadora de Produção: Josi Acosta

Assistentes de Produção: Karla Koimbra e Daniel Lira

Produção: Acosta produções Artísticas

Realização: Juraci Tavares



SERVIÇO :

Show de lançamento do CD Umbilical

Dia oito de maio, às 19h

Teatro SESC-SENAC Pelourinho

Ingressos R$ XXX



Assessoria de Imprensa – Doris Pinheiro – 71 8896-5016







Comentários