ACASA PROMOVE - PROJETO BENEFICENTE TURISMO, MÚSICA E POESIA


A ONG liderada pela cantora Sarajane precisa de recursos para a reforma da entidade

A ong Associação  Criança na Arte Sarajane (ACASA) que fica localizada na Rua Direita do Santo Antônio, 60B, ao lado da igreja do Boqueirão, promove no dia 27 de setembro, a partir das 10h, o projeto "Turismo, Música e Poesia" que tem como objetivo celebrar o Dia Mundial do Turismo e arrecadar fundos para a reforma e manutenção da entidade. 

A ACASA desenvolve há 19 anos, oficinas para crianças e jovens estudantes, visando promover a auto-estima dos educandos, sua socialização e inserção social. Na ong as crianças e jovens tem acesso a cursos em áreas artísticas com o objetivo de desenvolver habilidades sócio-educativas e o aprimoramento sensitivo.

A programação do evento está repleta de novidades e atividades gratuitas que contemplam todos os públicos, tem Feira de Artes, Artesanato e Gastronomia,  apresentação da turma de ballet infantil da ACASA, da professora Tariana Costa, contação de histórias, com a escritora e contadora de histórias Danielle Andrade, oficina de Desenhos e Poesias, com o artista visual, poeta e músico Fábio Haendel, performance- “Quadro Negro”, com o grupo Gingando Sempre, performance- “Tradições de uma Bahia”, com Denys Silva Cia. de Dança, Sarajane apresentando seu novo show acústico “Música para Dançar Brasileira”, com convidados especiais como César Adolfo, Dj Jorge Itaitu e Dj Nelo, o cantor Ramon Lima e a banda Coro de Cor.

No domingo a ACASA oferece um caruru que terá um custo de R$ 15,00, para ajudar na reforma da entidade que apresenta telhado e paredes com problemas.

Sarajane

Sarajane é uma das pioneiras da Axé music. Seu primeiro grande sucesso, A roda, gravado em 1986, lhe rendeu uma série de participações nos programas de televisão e nas rádios brasileiras. Fez sucesso também com Vale 1986 e Venha me Amar (mas em 1991), entre outras. Voltou ao topo das paradas com Ela Sabe Mexer (Abre a roda morena, Roda de samba, Beco do amor 2)1989. Tem mais de 25 anos de Carnaval soteropolitano e ao longo de sua carreira gravou 13 discos.

Entre os vários prêmios, ganhou o de melhor cantora de trio elétrico. Foi capa da revista Playboy de julho de 1990. É irmã da também cantora Simone Moreno.

Atualmente coordena uma Organização Não-Governamental na capital baiana que promove a integração das crianças com atividades artísticas. A Associação Criança na Arte Sarajane (ACASA) oferece cursos em diversas áreas e ultimamente passou por sérias dificuldades financeiras. Localizada no bairro Santo Antônio, em um prédio cedido pelo Governo do Estado da Bahia através do IPAC, a ONG é administrada pela cantora e atualmente conta apenas com o apoio da comunidade. Alguns convênios em parceria com a prefeitura ainda não foram fechados, o que dificulta o desenvolvimento normal de suas atividades, mas a cantora (e agora administradora) não desanima.

Ramon Lima


Um show que passeia do samba ao reggae, da salsa ao jazz e sucessos da MPB em novas versões. Além de apresentar no repertório músicas autorais inéditas e antigas que integram os dois álbuns da carreira do artista, “Cor dia Cor”, lançado em 2007 e “Como eu Sou”, lançado em 2011. Este é o som do cantor e compositor Ramon Lima, que com 11 anos de carreira, já obteve algumas conquistas, entre elas, está o prêmio de Melhor Arranjo no Festival Vozes da Terra em 2009, em Feira de Santana, com a música Brasis. Foi selecionado em novembro de 2012, para a semifinal do Festival de Brumado, Bahia. Cursou Técnica Vocal, no Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA). Fez direção musical dos dois álbuns de sua carreira e do show Como eu Sou e em 2014 foi indicado como Melhor Show no Prêmio Caymmi de Música, com o Show Como eu Sou. Atualmente ele está cursando música na Universidade Católica de Salvador (UCSAL) para aprimorar o seu conhecimento que até então era autodidata.

Em 2011, se apresentou na The Best Beach – Ribeira, onde abriu o show do mineiro Vander Lee e em 2014 abriu o show de Djavan em Feira de Santana. Em setembro de 2012, apresentou a música Brasis na Mostra Sesc de Música – Ano I e ficou entre os 36 selecionados na Mostra. Em 2013 integrou o Coro Sinfônico do Neojiba, com regência do maestro Paulo Novais.

Coro de Cor


Em tempos de nomes individuais na música popular brasileira, a banda Coro de Cor traz a música em primeiro plano. Com som essencialmente brasileiro, o grupo faz um trabalho de maneira própria que prima pela qualidade e sutileza nos arranjos. 

Levando a música como forma de expressão, Geysa Maiana, Bruno Maiky e Armando Lui reúnem as suas cores únicas e dessa combinação nasce o som da Coro deCor. Com oito anos de existência, vem sendo bastante elogiada pelos seus shows apresentados em Salvador e outras cidades baianas. 

Lançou seu primeiro álbum independente, intitulado “Singularidades”, em outubro de 2011, com repertório predominantemente autoral, no qual também estão entre os compositores Caetano Veloso, João Donato e Carlinhos Brown. Neste trabalho, percorre desde o reggae ao samba, do ijexá ao romântico sempre explorando as vozes em seus arranjos. 

Desde sua formação, a banda vem trilhando festivais e eventos de música pelo Brasil quando iniciou sendo finalista do III UNIFEST (2006), organizado pela UFBA. E ao longo desse período, foi selecionada para mostrar seu trabalho autoral em diversos outros como na mostra 36º FEMUCIC – Maringá/PR; no Festival ENCUT 2013de MPB -Taubaté/SP, no qual levou o prêmio de melhor arranjo pela música “Sertão Meu”; no 43º e 44º FENAC/MG; no 37º FEMPI - Ibotirama/BA. Por dois anos consecutivos (2012 e 2013), participou da Mostra SESC de Música da Bahia. Também foi finalista do Festival de Música da Bahia, em 2010 e 2012 e foi vencedor do Festival de Música dos Bancários da Bahia, em 2009, também com “Sertão Meu”. Nas edições de 2012 e 2013 do Festival de Música da Educadora FM levou o prêmiode música “Mais Votada pelos Ouvintes”. Em 2014, o troféu de 2º lugar no Prêmio Sesc de Música Tom Jobim, em Brasília/DF. 

Coro de Cor, por onde passa, instiga o público a colorir a vida com sensibilidade, poesia e ritmo.



PROJETO “TURISMO, MÚSICA E POESIA”

A ONG ACASA comemora o Dia Internacional do Turismo com uma programação diversa:

10h às 17h- Feira de Artes, Artesanato e Gastronomia

10h Abertura das atividades com a apresentação da turma de ballet infantil da ACASA- coord. da professora Tariana Costa

10h10- Contação de Histórias, com a escritora e contadora de histórias Danielle Andrade

11h10- Oficina de Desenhos e Poesias, com o artista visual, poeta e músico Fábio Haendel 


Fábio Haendel

12h- Encerramento da manhã com apresentação da turma de ballet infantil da ACASA- coord. da professora Tariana Costa

14h- Performance- “Quadro Negro”, com o grupo Gingando Sempre

Performance- “Tradições de uma Bahia”, com Denys Silva Cia. de Dança

15h- Sarajane apresentando seu novo show acústico “Música para Dançar Brasileira”, com convidados especiais

16h-Ramon Lima

16h30- Coro de Cor

Comentários