UMA MINEIRA EM SOLO BAIANO – ALMIRA REUTER – GABINETE PORTUGUÊS DE LEITURA



O Gabinete Porque de Leitura de Salvador recebeu nessa quarta (09) das 17 às 18h a mineira escritora e artista plástica Almira Reuter, apesar de toda a chuva que caiu sobre a capital baiana nesse dia.

Almira nasceu em Serra  dos Aimorés/MNG antiga Artur Castilho e Cento e Cinquenta e Oito e registrada em Nanuque/MG cidade fundada pelos seus avós paternos Alemãs, inicialmente como Bueno hoje Nanuque.

Recém-chegada em Salvador, onde decidiu ficar, essa pessoa tão encantadora já atraiu amigos e admiradores bem como vem recebendo de grupos de cultura e instituições culturais na cidade o reconhecimento do seu talento.

E não foi diferente em sua apresentação no Gabinete Português de Leitura. Sua arte carregada de sentimentos e profunda reflexões encantou a todos os presentes.

O destaque ficou pela forma que a artista apresentou o seu livro ‘ O Fermento e o Tempo’. Distribuído em fragmentos a escritora envolveu a todos na programação. Cada um recebeu uma rosa e um trecho do seu livro os quais eram lidos de forma espontânea.

Almira lançou recentemente o livro ‘O Fermento e o Tempo’ pela Editora Pimenta Malagueta (Miriam de Sales).


Registramos alguns desses momentos: 


































Comentários

  1. Em primeiro lugar venho agradecer a Cymar Gaivota escritora jornalista dona deste Blog Expressão e Impressão, minha conterrânea, que conheci na Feira de Livros na Praça Campo Grande. Desde então esta criatura linda que vai lançar um livro em pleno mar, com um belo coquetel e além disto ganha- se um livro.Imaginem só como estou rodeada de pessoas intelectuais, eu que nasci no interior de Minas, morei na roça de Minas e Mato Grosso muitos anos, e agora venho morar aqui em Salvador, por um acaso a minha Editora Pimenta Malagueta é daqui também.Mas olhem bem a vida são cheias de coincidências.
    Ontem quando abri meu e-mail estava lá meu horoscopo do dia. E era escrito o seguinte: A CAMARADAGEM.
    "Para realizar os seus objetivos, você terá de unir-se com outras pessoas virtuosas.De fato, será mais fácil alcançar cada meta se um grupo de indivíduos, ainda que diferentes entre si, propuser o mesmo objetivo comum.De qualquer modo, conserve sempre a sua personalidade e faça com que enriqueça o grupo.
    Imaginem só!Eu havia preparado a foto de uma obra da minha exposição "O Fermento e o Tempo"e um trecho do livro,pois gostaria de ouvir,o que havia escrito, pois tinha certeza que sentiria como se fosse uma melodia, pois seriam várias vozes, diferentes com conotações individuais, sendo assim saindo do habitual e seria preciso de cada um presente lesse para assim alcançar meu objetivo.Indo de encontro portanto o que falava o horóscopo.
    Foi para mim muito gratificante ter tido esta ideia, pensei grudarei uma rosa como sinal de agradecimento.E assim fiz.
    Porém quando as pessoas chegavam eu imediatamente fu dando os textos, gente! Teve algumas pessoas resistentes a ler, ai eu falava não tem importância, você peça a pessoa do seu lado para ler.Para surpresa minha estas pessoas leram, teve um Snrª que não sei seu nome foi maravilhosa, além de ler ela interpretou o texto muito bem,mas!Ela não queria ler, pois acreditem! Ela gostou tanto da experiência, que leu o mesmo texto pela segunda vez. E eu ali escutando com um fundo musical lindo, olha foi o máximo para meus ouvidos e meus sentimentos.Viajei contra o tempo.
    Meus amigos estava eu, mulher do interior de Minas, roceira do Mato Grosso, com meu livro "O Fermento e o Tempo" com pessoas intelectuais ao meu lado, me dando força, e me passando uma energia tipo assim qual será o próximo passo rsrrs. Imaginem só onde fui parar, junto de: Antony Arroyo- Diretor de Cultura do Gabinete Português de Leitura.
    Mirian Sales escritora - proprietária da Editora Pimenta Malagueta.
    Nilson Mendes Diretor de varias linguagens artística -Secretária da Cultura da Bahia e Brasília.
    Aldo Tirpodi.Colunista, Dr em Arte Crítico de Arte- Professor de Arte Educação da Universidade Uneb -Lançou "Sante Scaldefin" um poético feio.
    Renata Rocha .Cineasta. Documentário sobre Krajeberg. Atriz José Mota filme buburinhos.
    Dulce Cardoso grande ceramista Baiana ceramista refinada conhecida Nacionalmente e Mundialmente.
    E também vários amigos e três sobrinhas queridas Karla Helô Andreia e Paulinho.E não poderia esquecer jamais da minha sobrinha que mora no Sl filha de Helô "Taiane" pois foi ela quem preparou o texto no cartão com muita sensibilidade. Obrigada a todos,Acabo falando com vocês:
    O homem não vive só sempre precisamos um do outro para enriquecer o nosso dia dia.Tive certeza que minha obra foi enriquecida lida e interpretado por diferenças vozes e sentimentos. Meu muito obrigada.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Participe, opine, colabore, construa. Faça parte desse "universo".