MIRIAM DE SALES - DIRETO AO PONTO

Miriam de Sales
miriamdesalesoliveira@gmail.com
Num excelente artigo publicado na VEJA desta semana, o jornalista Jerônimo Teixeira, falou sobre o livro digital e sua influência no mercado editorial de hoje.

Citou as ferramentas de autopublicação como a tábua de salvação dos autores independentes, aqueles sem espaço, voz e vez nas grandes editoras.

Como ainda não inventaram a bolsa – talento, para os pequenos, como eu e a torcida do Flamengo, o jeito é inventar, inovar e reinventar, sempre.

“Nunca houve melhor tempo para ser escritor, ou leitor” diz Hugh Howey, ele mesmo um importante autor de livros digitais, cuja obra já o levou ao cinema.

Verdade,quando a gente lembra as peregrinações ás grandes editoras, o descaso como somos tratados, gastas as solas dos sapatos e os selos do correio. De volta,recebíamos desilusões e decepções.

Desde cedo, rebelde com uma causa – mostrar os meus livros – me rebelei contra esta exclusão e criei minha própria editora; embora trabalhando sob demanda, ainda assim abri caminho e espaço para pequenos autores, hoje, na mídia, com seus livros vendidos e publicados, alguns já na segunda edição.

Mas, ainda não estava satisfeita. O custo do livro impresso é assustador e o autor paga caro por ele;se não vende ,o prejuízo não é ,apenas,psicológico e não afeta apenas as emoções,mas,também,o bolso.

Já em 2008 fiz de “Maktub” o meu primeiro livro digital; estava escrito que não ia parar por ai e logo veio “As Filhas do General” e, agora, graças a ter encontrado uma boa parceria, minha editora entrou de corpo e alma no livro do futuro.

Três dos meus livros já estão no kindle: ”A Bahia de Outrora”, ”Contos Apimentados” e “Contos e Causos”. As duas Seletas da Editora,”Traços e Compassos” e “Os 7 Pecados Capitais”.Entre nossos autores,os poetas Paola Rhoden e Luiz Miranda,aderiram.Paola publicou “Caminhos Sem Volta”,”Dezessete Anos” e a versão digital de “Apenas A Dor do Depois”,seu magnífico livro de poemas.Luiz fez a versão em e-book do instigante “Cabaré In Verso”,em cuja capa foi feita uma caricatura sua,no lugar do rosto do Toulouse –Lautrec,no Moulin Rouge.Porque não?Capas impactantes funcionam muito nos e-books, como diz o poderoso, Nadder Kabbani. Da Amazon.

Segundo pesquisas da PricewaterhouseCoopers, o livro digital, em quatro anos vai superar o livro impresso no mercado estadunidense. No Brasil ,o processo é mais lento,mesmo porque o acesso á Internet ainda é para poucos.Assunto para preocupar as livrarias e algumas editoras e,principalmente,os agentes literários,mas,todos esses sempre existirão,embora,em número bem mais modesto.

O preço para se converter um arquivo Word em digital é ínfimo se comparado com os gastos do livro impresso. Uma proporção de $3000 para $600!

Além disso, as fatias dos direitos autorais aumentam, no Amazon 70% do valor fica com o autor. Se você imaginar que,hoje,deixamos 50% dos nossos já parcos lucros com o livreiro apenas para expor nossos livros,vocês podem sentir o tamanho da encrenca.E, o tempo ,também conta.Carregado o texto no site da Amazon em um dia o livro estará á venda,atingindo leitores no mundo inteiro.

Kabbani fala com orgulho que sete nomes publicados na Amazon já venderam mais de 1 milhão de cópias, entre eles, ”50 Tons de Cinza”, pois, a autora começou lá até ser percebida pelas grandes editoras.

Como não há beleza sem senão, as obras que mais vendem são os livros de ficção científica, romances e livros para adolescentes. Livros populares,secos,sem grandes atrativos ,de formatação simples;se o autor tiver pretensões literárias ou estéticas,não deve procurar esta ferramenta.

No Brasil ainda não dá para viver de literatura, mas, chegaremos lá. Na verdade,já avançamos um bocado,desde que comecei a publicar em 2008.

O segredo para ter sucesso com e-books é se adequar aos gêneros preferidos, citados acima, escrever uma boa sinopse que instigue o leitor, cuidar para que a capa atraia a atenção e cobrar o preço justo, nem muito caro, nem barato demais.

Se você gosta de escrever séries como Harry Potter, está fadado ao sucesso, pois, um livro puxará outro.
Quer publicar?Experimente esta ferramenta e siga em frente!

Comentários