SAIBA MAIS SOBRE O PAPAMÓVEL, O CURIOSO CARRINHO UTILIZADO PELO PAPA



Quando o papa anuncia uma visita a algum país, logo levanta a curiosidade sobre o carro que irá transportá-lo. O veículo oficial, que ficou conhecido como papamóvel, geralmente é o transporte mais utilizado por Sua Santidade, principalmente, nos momentos em que quer ter contato com o povo nas ruas. 
O primeiro modelo adotado pelo líder da igreja católica foi um Mercedes-Benz Nürburg 460 Pullman. Quem estreou a máquina foi o papa Pio XI em 1930. Curiosamente, antes disso, os papas andavam de carruagem, pois, segundo o “Guia dos Curiosos”, alguns dos papas não confiavam em automóveis, dando preferência ao veículo com tração animal. 
Ao longo da história, vários foram os modelos utilizados. Até a década de 1980, os carros eram abertos, para que o papa pudesse ter maior contato com os fiéis durante o trajeto. Caminhões chegaram a ser utilizados para o transporte papal, e marcas como Land Rover, Fiat e a Mercedesforam responsáveis por alguns dos veículos. 
Depois do atentado à tiros sofrido pelo papa João Paulo II, na Praça São Pedro, em maio de 1981, os carros que o transportavam passaram a ser blindados. Foi então que o apelido “papamóvel” pegou, mesmo com o nome não oficial desagradando Sua Santidade. 
Durante a visita do papa Bento XVI ao Brasil, em 2007, o papamóvel era tão seguro que poderia resistir a balas de fuzil e até mesmo explosões de granadas! Já na visita de 2013, o papa recém nomeado, Francisco, preferiu não utilizar um veículo blindado. Ele desfilará à bordo de um modelo conversível pelas ruas do Rio de Janeiro. 
Réplicas de todos os modelos de papamóvel estão em exposição em dois museus, um localizado no Vaticano e o outro, que pertence à Mercedes-Benz, fica em Stuttgart, na Alemanha. Alguns dos veículos originais foram leiloados por alguns milhares de reais. 
Veja alguns dos veículos utilizados pelos papas na galeria de imagens acima. 










Veja mais modelos aqui:

Comentários