LEITURAS PÚBLICAS, RECITAL DE POESIAS E CORDEL MARCAM ABERTURA DA BIENAL DO LIVRO


Foto: Facebook de Valdeck Almeida
O primeiro dia da XI Bienal do Livro da Bahia foi marcado por uma série de atividades no estande do Governo do Estado, que reúne as Secretarias da Educação e da Cultura. Além do recital de poesias negras com os atores Jorge Washington, Cássia Vale e Valdinéia Soriano, os repentistas Bule-Bule e Antônio Queiroz se apresentaram para o público. Estiveram presentes o governador do estado, Jaques Wagner, o secretário de Educação, Osvaldo Barreto, o secretário de Cultura, Albino Rubim, e a gerente geral da Bienal, Tatiana Zaccaro, além de dezenas de visitantes que circularam pelo espaço de 220 metros quadrados.

O estande homenageia a literatura de autores negros da Bahia, além da cultura popular baiana. O repentista Bule Bule foi um dos homenageados no sarau de abertura, além da yalorixá Mãe Stella de Oxossi, o historiador Ubiratan Castro de Araújo e poeta e escritor Jonatas Conceição, cuja família estava presente.

Para o secretário Albino Rubim, o aumento da estimativa de visitantes este ano é um claro sinal do crescimento do evento como principal incentivador da leitura no Estado. “A última Bienal recebeu cerca de 250 mil pessoas e a previsão para esta edição é de 270 mil visitantes e isso mobiliza tudo que se faz em torno do livro. Este ano também teremos a Arena Jovem, que é uma maneira de seduzir não só o público adepto da leitura, mas também as pessoas que ainda não descobriram a importância de um bom livro”, destacou.

Já a diretora-geral da Fundação Pedro Calmon, Fátima Fróes, acredita que esses momentos são importantes para se divulgar a ideia da leitura. “Aqui está envolvida toda cadeia produtiva: editoras baianas, autores independentes, os grandes debates sobre temas atuais e iniciativas do governo de incentivo à leitura como o acesso ao vale-livro”, afirmou.
Neste sábado pela manhã, a programação do estande terá contações de histórias em Libras, com a facilitadora Marguerita Fialho, e do livro “O gato Malhado e a andorinha Sinhá”, com o Grupo Cabriola. À tarde, o professor e arte-educador Jorge Conceição lança uma nova edição do livro “Boi Multicor”.

Confira a programação completa: www.fpc.ba.gov.br/bienal




Foto: Fecebook de Roberto Leal
Foto: Fecebook de Roberto Leal
Foto: Fecebook de Roberto Leal
Foto: Fecebook de Roberto Leal
Foto: Facebook de Valdeck Almeida 

Foto: Facebook de Valdeck Almeida
Foto: Facebook de Valdeck Almeida

Foto: Facebook de Valdeck Almeida
Foto: Faceook da Cogito Editora 

Foto: Faceook da Cogito Editora 

Foto: Faceook da Cogito Editora 

Foto: Faceook da Cogito Editora 

Foto: Facebook de Miriam de Sales

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, opine, colabore, construa. Faça parte desse "universo".