107.5 - TVE - IDERB


A –LOJA - MOVIMENTO ITINERANTE DE ECONOMIA CRIATIVA



Op up store com formato de loja itinerante que reunirá, dos dias primeiro e dois de dezembro, no Rio Vermelho, as criações de artistas, estilistas e designers de moda de Salvador.





Pop up store com formato de loja itinerante que reunirá, dos dias primeiro e dois de dezembro, no Rio Vermelho, as criações de artistas, estilistas e designers de moda de Salvador. Já estão confirmadas as participações das marcas Carol Barreto, Soddi, Aladio Marques, Andrômeda, Lull Bolsas, Flor de Sonhar, Negra Rosa, Silvana Grappi, Cândida Specht, Lu Mendes, 804 Brasil, Iluminatti semi jóias e By Aninha.


Preços especiais: para as clientes da marca Carol Barreto, todas as roupas com desconto de 30%!!





Durante os dias primeiro e dois de dezembro, das 16h às 22h, na Casa Branca do Rio Vermelho, na Rua da Paciência, 329, bem em frente à quadra de futebol, artistas, estilistas e designers vão apresentar suas criações dentro do projeto A-LOJA - Movimento Itinerante de Economia Criativa. Com produção assinada pelos designers de moda Solon Diego, da Marca Soddi, e Carol Barreto, o movimento surge da necessidade de promover os produtos desenvolvidos artistas, estilistas e designers, que ainda não possuem um espaço que reúna a classe da economia criativa.

A ideia é formar público consumidor e apreciador da criação de moda baiana e dialogar com outras formas de expressões contemporâneas, por isso, na programação, há também gastronomia, exposição e comércio de arte, com obras de Leonel Mattos, Rebeca Mata, Nila Carneiro, Cláudia Soares, Tai Oliveira, Fernando PJ, e fotografia de moda, com os clicks de Tiago Lima, Natan Fox, Lucas Assis e Rômulo Alessandro.

A-LOJA - Movimento Itinerante de Economia Criativa, contará ainda com a performance “Corpo Cabide”, do bailarino Jorge Oliveira, que discute gênero e a roupa e com a discotecagem dos DJs Ariel Freitas, Jorge Itaitu, Lucas Assis, Oliver Jack, Lola Bê, Suzi 4 Tons e Mario Riffs. As pop up stores são um formato de loja itinerante que vem se tornando uma alternativa para movimentar os negócios grandes centros de moda no Brasil e no mundo.

Onde: Casa Branca, rua da Paciência 329, em frente à quadra de futebol do Rio Vermelho
Quando: 01 e 02 de dezembro
Horário: das 14h às 22h
Entrada franca
Assessoria de Imprensa de Carol Barreto – Doris Pinheiro –  8896-5016







LANÇAMENTO DO LIVRO Depois que atravessaram o mar: família Castro e grupos afins (1568-1750-2011).



O espaço da Fundação João Fernandes da Cunha, no Campo Grande, em Salvador se tornou pequeno para tantos convidados.


Jorge Ricardo Almeida Fonseca


Após mais de três horas de espera, eu consegui o autografo do escritor e pesquisador Jorge Ricardo Almeida Fonseca, no lançamento do seu riquíssimo trabalho  de pesquisa, que resultou no livro Depois que atravessaram o mar: família Castro e grupos afins (1568-1750-2011).

Ter parte das minhas origens pesquisadas e arroladas em uma obra de tanta riqueza e importância para a história da Bahia deixa-me honrada e me possibilitará  conhecer um pouco de minhas raízes. POMPONET é uma das famílias  que está nesse livro. Pomponet é da minha avó paterna. Todos os seus descendentes estão registrados nessa obra.

O espaço da Fundação João Fernandes da Cunha, no Campo Grande, em Salvador se tornou pequeno para tanto convidados nessa tarde (29) as 17:30h. Certamente a maior parte são as famílias que fazem parte dessa história.


Depois que atravessaram o mar é uma obra de natureza genealógica. Por mais de 25 anos o autor percorreu o caminho de um tronco da família Castro que em meados do século XVIII chegou ao Brasil culminando em uma obra que terá muito a contribuir para aqueles interessados em estudar a História da Bahia e a ocupação de seu território, e, quiçá, a formação da sociedade baiana.

O projeto conta com 1.856 páginas, distribuídas em três volumes, nas dimensões 28 x 21 cm, com prefácio de Carlos Eduardo de Almeida Barata, ex-presidente do Colégio Brasileiro de Genealogia, e tem orelha assinada pelo respeitado genealogista baiano João da Costa Pinto Victória.

Um registro de um valor incalculável que foi disponibilizado no lançamento,  por um valor insignificante diante da qualidade e da importância de conteúdo.

O projeto tem o apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, da Secretaria de Cultura, da Secretaria da Fazenda e do Fundo de Cultura da Bahia – FCBA e da construtora GDK, o livro Depois que atravessaram o mar: família Castro e grupos afins (1568-1750-2011).


A publicação em tela estará sendo lançada em Salvador, e posteriormente levada às cidades de Ipirá, Baixa Grande, Macajuba, Ruy Barbosa, Itaberaba, Cachoeira, São Félix, Muritiba, Governador Mangabeira, Cruz das Almas e Conceição do Almeida, ao preço promocional de R$ 60,00 para o conjunto de seus três volumes. Após o lançamento, o conjunto de seus três volumes poderá ser adquirido ao preço de R$ 140,00.
O lançamento ocorreu hoje as 17:30 conforme divulgação na Fundação João Fernandes da Cunha, no Campo Grande, em Salvador.



Escritor/poeta/jornalista Valdeck almeida de Jesus/ Luise-Universitária 


Rizodalvo Menezes/Advogado e escritor Valdeck almeida de JesusEscritor/poeta/jornalista / Luise-Universitária 


Pesquisador/historiador Jorge Ricardo Almeida Fonseca/Lucymar Soares(Cymar Gaivota)/poeta/jornalista




Meu pai: Luiz Gonzaga Souza Soares ( filho de Etelvina Pomponet) 

Lucymar Soares(Cymar Gaivota)/poeta/jornalista/Escritor/poeta/jornalista Valdeck Almeida de Jesus

Lucymar Soares(Cymar Gaivota)/poeta/jornalista/Escritor/poeta/jornalista Valdeck Almeida de Jesus



Valdeck Almeida de Jesus/escritor/poeta/jornalista / Luise-Universitária 



Valdeck almeida de Jesus/escritor/poeta/jornalista / Luise-Universitária 

Rizodalvo Menezes/Advogado e escritor

Lucymar Soares(Cymar Gaivota)/poeta/jornalista/Escritor/poeta/jornalista Valdeck Almeida de Jesus



Pesquisador/historiador Jorge Ricardo Almeida Fonseca/Lucymar Soares(Cymar Gaivota)/poeta/jornalista











Pesquisador/historiador Jorge Ricardo Almeida Fonseca/Lucymar Soares(Cymar Gaivota)/poeta/jornalista



Pesquisador/historiador Jorge Ricardo Almeida Fonseca/Lucymar Soares(Cymar Gaivota)/poeta/jornalista



EXPOSIÇÃO ITINERANTE DA SOS MATA ATLÂNTICA CHEGA A SALVADOR


          

O projeto visita a cidade, entre os dias 29 de novembro e 13 de dezembro, no Museu de Ciência & Tecnologia, com diversas atividades educativas e gratuitas para todas as idades.




Em novembro e dezembro, Salvador receberá o projeto “A Mata Atlântica é Aqui – Exposição Itinerante do Cidadão Atuante”, da Fundação SOS Mata Atlântica. A mostra conta com dois caminhões adaptados para atividades de educação ambiental e uma exposição chamada “Nosso verde também depende do azul”, que apresenta um panorama sobre a zona costeira e os ecossistemas marinhos. A exposição estará no Museu de Ciência e Tecnologia de 29 de novembro a 13 de dezembro, onde serão realizadas diversas atividades e atrações gratuitas com o público de todas as idades. O horário de funcionamento será das 10h às 17h até o dia 12 de dezembro, e das 10h às 16h no dia 13 de dezembro.

Durante a visita, a SOS Mata Atlântica e as instituições parceiras locais promoverão palestras, oficinas, apresentações teatrais, jogos educativos, debates, exposições, entre outras atividades. O público poderá conferir também o novo cenário interativo e aprender mais sobre a Mata Atlântica de maneira lúdica e divertida, através de novidades como jogos, iPads, equipamentos audiovisuais e uma mesa vertical de touch-screen. Um dos caminhões conta ainda com um espaço fechado, com cadeiras, projetor e sistema de sonorização, para a realização de palestras e oficinas.

O patrocínio é de Bradesco Cartões, Natura e Volkswagen Caminhões & Ônibus e o apoio local é do Projeto Tamar, Museu de Ciência & Tecnologia (UNEB), Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), ONG PRÓ-MAR, Grupo de Defesa e Promoção Socioambiental (GERMEN), Universidade Livre da Mata Atlântica (UMA), Instituto Baleia Jubarte (IBJ), Centro de Pesquisa e Conservação dos Ecossistemas Aquáticos (Biota Aquática), Zoológico de Salvador, Grupo Ambientalista da Bahia (Gambá).

Esta é a segunda vez que o projeto itinerante passa pela cidade de Salvador, na Bahia, sendo que a primeira visita ocorreu de 4 a 15 de agosto de 2010.


Conheça mais o projeto e veja a programação para Salvador:





PÚBLICO CONCORRE A INGRESSOS PARA MARIA BETHÂNIA EM SALVADOR




Sorteio é ação da Icatu Seguros, patrocinadora exclusiva do novo show.




Com ingressos esgotados no dia da abertura da bilheteria, quem não conseguiu comprar para assistir o novo show de Maria Bethânia “Carta de Amor”, em Salvador, terá uma grande chance. A Icatu Seguros, patrocinadora exclusiva da turnê, sorteará dois pares de ingressos na rede social, sendo um para cada dia de show.

Para participar, basta curtir a Fanpage daIcatu Seguros no facebook ( www.facebook.com/icatuseguros ). Os resultados serão divulgados nos dias 28 e 29 de novembro. Os ganhadores também receberão CD autografado por Maria Bethânia. O novo show de Maria Bethânia será nos dias 1 e 2 de dezembro no Teatro Castro Alves.

Em 2012, a Icatu Seguros se consolidou como grande incentivadora da cultura nacional. Com o patrocínio exclusivo do novo show de Maria Bethânia, a seguradora fechará o ano reafirmando o compromisso com a música, tendo sob sua chancela o patrocínio exclusivo de grandes nomes da MBP, como Chico Buarque, Edu Lobo, Joyce e João Donato e a própria cantora no recital de poesia “Bethânia e as Palavras”.

2º TEMPORADA DE “NOVA ÁFRICA”, PROGRAMA EXIBIDO PELA TV BRASIL




Evento, que faz parte das comemorações do 
“Novembro Negro”,
será realizado no próximo dia 29, no Forte da Capoeira



A TV Brasil, emissora pública gerida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), vai lançar a segunda temporada do programa “Nova África” no dia 29 de novembro, às 19h, em Salvador. O evento, em comemoração ao “Novembro Negro”, será realizado no Forte da Capoeira (Santo Antônio Além do Carmo) e terá show do cantor Lazzo Matumbi, conhecido como uma das grandes vozes da Bahia.

Participam do evento o presidente da EBC, Nelson Breve, o diretor geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia, Pola Ribeiro, artistas, autoridades políticas e representantes oficiais do Movimento Negro no estado. Todos vão conhecer as novidades da segunda temporada do programa “Nova África”, jornalístico da TV Brasil produzido pela Cinevideo, que tem como finalidade conectar o Brasil ao terceiro maior continente do mundo, construindo a ideia de uma África contemporânea.

O programa mostra o continente africano a partir do olhar de seus filhos. As áreas de política, economia, cultura popular, saúde e meio ambiente são retratadas, com relatos pessoais, em 26 capítulos de 26 minutos cada um. Os temas são explorados por três repórteres que visitaram 30 países africanos.

O evento de lançamento é realizado pela TV Brasil e pela TV Educativa da Bahia com apoio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

Apoio: Secretaria de Cultura do Estado da Bahia e Secretaria de Comunicação Social do Estado da Bahia.

O Nova África vai ao ar na Bahia às sextas-feiras, às 21h
Como assistir o Nova África::TVE da Bahia – Canal 2; SKY - Canal 116 (DTH); OI TV - canal 20 (DTH); CLARO TV - canal 124 (DTH)

TV Brasil:
Emissora pública gerida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), foi criada em 2007 com a finalidade de oferecer à sociedade programação informativa, educativa, cultural, artística, científica e formadora de cidadania. A emissora é uma das maiores janelas de exibição da produção audiovisual independente do país.

Serviço:
29 de novembro, 19h.
Forte da Capoeira/Santo Antônio Além do Carmo
Realização: EBC/TV Brasil e TVE da Bahia

HOJE AS 17:30- LANÇAMENTO DO LIVRO GENEALOGIA DA FAMÍLIA CASTRO






DEPOIS QUE ATRAVESSARAM O MAR: família Castro e grupos afins (1568-1750-2011)







No próximo dia 29 de novembro, estará sendo lançado na sede da Fundação João Fernandes da Cunha, no Campo Grande, em Salvador, o livro Depois que atravessaram o mar: família Castro e grupos afins (1568-1750-2011) do escritor e pesquisador Jorge Ricardo Almeida Fonseca.




O projeto tem o apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, da Secretaria de Cultura, da Secretaria da Fazenda e do Fundo de Cultura da Bahia – FCBA e da construtora GDK, o livro Depois que atravessaram o mar: família Castro e grupos afins (1568-1750-2011).


Depois que atravessaram o mar é uma obra de natureza genealógica. Por mais de 25 anos o autor percorreu o caminho de um tronco da família Castro que em meados do século XVIII chegou ao Brasil. Tal tronco instalou-se na antiga Freguesia de São Pedro do Monte da Muritiba, no Recôncavo Baiano, que àquela ocasião, tinha a si jurisdicionado, na forma da divisão territorial eclesiástica, o Porto de São Félix, depois Freguesia do Senhor Deus Menino do Porto de São Félix, hoje cidade de São Félix, à margem direita do Rio Paraguaçu. Era desse ponto em que se interrompia o trecho navegável do Rio Paraguaçu, de onde partiam as tropas e os vetores de ocupação do interior da Bahia, e buscavam os sertões do Camisão, o Piauí e o Ceará e, em menor intensidade, Goiás.


E como a Genealogia é um ramo do conhecimento auxiliar da História, em que se estuda quem participou daquele contexto histórico e territorial, entende-se que esta publicação terá muito a contribuir para aqueles interessados em estudar a História da Bahia e a ocupação de seu território, e, quiçá, a formação da sociedade baiana.


A publicação do livro teve por objetivos:


1.   documentar e divulgar a genealogia de determinados grupos do Recôncavo Baiano, nos assentamentos da margem direita do Paraguaçu, e dos antigos Sertões do Camisão, a partir da família Ribeiro de Castro / Fernandes de Castro;

2.   subsidiar as Ciências Sociais para estudos sobre a estruturação do povo baiano, no que concerne à formação da sociedade, à circulação e à ocupação do território, contextualizando e associando à esfera temporal e a aspectos econômicos, seja apenas a partir dos modelos das famílias objeto deste trabalho, na forma de estudo de caso, ou na elaboração de modelos comparativos;

3.   preservar e disponibilizar dados de memória obtidos sobre documentos sem mais disponibilidade para uso e em vias de se perderem definitivamente.

Compõem a publicação mapas e ilustrações dos principais locais da Bahia por onde passaram os descendentes das famílias estudadas, além de fotografias históricas e de antigos membros da família.

O livro Depois que atravessaram o mar: um tronco da família Castro (1568-1750-2011) conta com 1.856 páginas, distribuídas em três volumes, nas dimensões 28 x 21 cm, com prefácio de Carlos Eduardo de Almeida Barata, ex-presidente do Colégio Brasileiro de Genealogia, e tem orelha assinada pelo respeitado genealogista baiano João da Costa Pinto Victória.

A publicação em tela estará sendo lançada em Salvador, e posteriormente levada às cidades de Ipirá, Baixa Grande, Macajuba, Ruy Barbosa, Itaberaba, Cachoeira, São Félix, Muritiba, Governador Mangabeira, Cruz das Almas e Conceição do Almeida, ao preço promocional de R$ 60,00 para o conjunto de seus três volumes. Após o lançamento, o conjunto de seus três volumes poderá ser adquirido ao preço de R$ 140,00.


O que: Lançamento do livro: Depois que atravessaram o mar: família Castro e grupos afins (1568-1750-2011).

Quando: 29 de novembro

Horário: 17:30

Onde: João Fernandes da Cunha, no Campo Grande, em Salvador





"MOSTRA DE MAQUETES OFICINA LINA BO BARDI"



 
O abertura ao público será na sexta-feira (30), às 18h, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), situado na Avenida Contorno, em Salvador.


Maquetes do MAM serão expostas a partir do dia 30 (Foto: Divulgação/MAM-BA)


"Mostra de Maquetes Oficina Lina Bo Bardi" é o título escolhido para o evento que irá apresentar alguns dos esboços que ajudaram a estruturar as famosas obras da arquiteta italiana radicada no Brasil.

O abertura ao público será na sexta-feira (30), às 18h, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), situado na Avenida Contorno, em Salvador.

A atual estrutura do MAM, um antigo engenho do século 17, é uma das obras de Lina Bo Bardi na capital baiana, projeto de 1960, foco da exposição. Ao MAM, somam-se a Ladeira da Misericórdia, o Teatro Gregório de Mattos e a Casa do Benin, no Centro Histórico.


Mais informação: