FÓSSEIS REVELAM QUE NO PASSADO EXISTIRAM PINGUINS DO TAMANHO DE HUMANOS





Você acha que os pinguins — com aquele jeitinho todo peculiar de caminhar e penas que parecem formar um smoking — são engraçadinhos? Você provavelmente não acharia a mesma coisa se um exemplar tão alto como um ser humano viesse com seu bicão para cima de você, não é mesmo?

Pois, de acordo com o Clarín, uma equipe de cientistas argentinos encontrou um fóssil que indica que uma espécie de pinguim que habitou o nosso planeta há milhões de anos chegou a medir 2 metros — dos pés até a ponta do bico — e pesar mais de 110 quilos. Chamado pelo apelido de “o colosso dos pinguins”, o exemplar foi descoberto na Antártida em 2012, e uma análise dos ossos apontou que eles contam com 37 milhões de anos.

Colosso

A descoberta do fóssil ocorreu durante as duas últimas campanhas da equipe ao continente gelado, e os pesquisadores acreditam que o superpinguim — batizado cientificamente comoPalaeeudyptes klekowskii — se alimentava de grandes peixes.Além disso, devido à musculatura robusta e mobilidade de suas asas, os cientistas acreditam que os ancestrais gigantes dos pinguins estavam adaptados ao nado e mergulho, mas de forma diferente aos animais atuais.

Conforme explicaram, os “colossos” provavelmente eram capazes de se deslocar por grandes distâncias e chegar a grandes profundidades. No entanto, em vez de se apoiarem na agilidade — como acontece com os pinguins atuais —, os P. klekowskii utilizavam mais a força física, realizando movimentos mais amplos, violentos e robustos.

Comentários