BIENAL DA BAHIA VOLTA A ACONTECER DEPOIS DE 46 ANOS





3ª Bienal se debruça sobre a experiência cultural e histórica nordestina a partir de uma perspectiva baiana


Após um intervalo de 46 anos, desde a sua segunda edição em 1968, está de volta a Bienal da Bahia. O evento apresenta exposições, ciclos de cinema, performances, conversas públicas e atividades educativas envolvendo cerca da 150 artistas. A mostra  é gratuita e será realizada entre os dias 29 de maio a 7 de setembro, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), às 18h.

O tema desta 3ª Edição traz o questionamento: 'É tudo Nordeste?', e busca destacar sob a ótica baiana, a experiência cultural e história nordestina. O evento exibe 200 obras espalhadas por  Salvador e outras nove cidades do interior do estado.

Na capital a programação será realizada em 26 espaços, entre eles estão o Teatro Castro Alves, Instituto Goethe (ICBA), Palacete das Artes, Galeria Acbeu, Mosteiro São Bento, Aliança Francesa, Museu Carlos Costa Pinto e Galeria Canizares/UFBA.



Comentários