DE CYMAR GAIVOTA- MINHA MÃE É ÚNICA



Minha Mãe é Única
 Lucymar Soares(Cymar Gaivota)



Mãe
Quando eu era ainda criança
Frágil
Indefesa
Ingênua para a vida
Você me protegia
No teu útero
Você me abraçava
Me alimentava
E fazia planos
Bem aconchegada
Passei parte da minha vida
Dentro de você
O seu coração
Era o meu coração
A sua vida
Fez a minha vida
Teu semblante de fé
Me reflete a paz
Tua existência me faz forte
Pra mim não existe
Outra mulher
À escolha pra ser
Minha mãe
Não que esteja
Fazendo desmerecer
Outras mães
Mas a mãe que amo
É aquela que vi
Quando abri
Os olhos pra vida
Aquela que me afagou
Que chorou quando nasci
Pra retratar a alegria
Que meu corpinho
Lhe fez sentir
No meu primeiro abraço
A minha mãe é aquela
Que não escolheria profissão
Quando eu chorava pelo pão
Doméstica
Faxineira
Cozinheira
Até “doutora”
O que lhe importava
Era que eu estivesse bem
Alimentada
Vestida
Obrigada
Grande parte da sua vida
Foi vivida para mim
Mãe
Sua missão suplanta
As explicações deste dom
No viver as respostas
Se completam
No raro sentimento do amor


Comentários