EM BREVE LUCYMAR SOARES ENTREVISTARÁ IVONE ALVES SOL

"Somente a Lua contava de nós
Éramos a voz dos olhos seus
Dispersas no breu ficamos a sós
Tantas de mim e somente eu."




A Sós

A Lua que vejo não é mais a mesma
Já não me conta os segredos meus
Segue entre nuvens, sorrateira
Não sei em que eira estão meus eus

Devoto a Zeus minhas tempestades
Sigo a parte com outras de mim
Fazendo balbúrdias sem alarde
Pouco se sabe de nossos motins

Somente a Lua contava de nós
Éramos a voz dos olhos seus
Dispersas no breu ficamos a sós
Tantas de mim e somente eu.

Ivone Alves Sol
 



2 comentários:

  1. Magnífico poema e bela homenagem a quem muito nos merece. bjs

    ResponderExcluir
  2. Com certeza Miriam de Sales, Sol é uma artista de várias vertentes. Seus textos são muito bons. Nada mais justo que o BLOG DA GAIVOTA busque mais informações das atividades dessa baiana para seus amigos, admiradores e fãs...

    ResponderExcluir

Participe, opine, colabore, construa. Faça parte desse "universo".