NOVAS EVIDÊNCIAS APONTAM DESCOBERTA DA 'PARTÍCULA DE DEUS'

LHC, ACELERADOR DE PARTÍCULAS DO CERN (FOTO: REPRODUÇÃO/INTERNET)
O Centro Europeu de Física de Partículas (CERN) revelou nesta quinta-feira (14/03) que a análise dos traços de uma nova partícula elementar, que teve o descobrimento anunciado em julho do ano passado, "indica fortemente" que o componente se trata do "Bóson de Higgs", conhecida como "partícula de Deus".

Com esta declaração, o centro de pesquisa confirmaria uma das maiores descobertas do mundo da física, por se tratar de uma partícula cuja existência ainda não tinha sido comprovada mas que está relacionada com a teoria padrão da física moderna.

"Após analisar uma quantidade de dados duas vezes e meia maior do que se fez no anúncio de julho, acredita-se que a nova partícula se parece cada vez mais com o Bóson de Higgs", disse o CERN.

Os participantes dos encontros de Moriond sobre física na Itália, onde os resultados dos experimentos Atlas e CMS, do CERN, foram apresentados, foram os primeiros a receber a notícia, que se propagou rapidamente por diversos meios científicos e foi confirmada pelo CERN.

A partícula de Higgs é importante pois se atribui a ela a propriedade de atrair e manter juntas as outras de partículas elementares que constituem a matéria visível do universo.

Saiba mais: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, opine, colabore, construa. Faça parte desse "universo".