IMAGENS REVELAM A CUMPLICIDADE ENTRE UM HOMEM E SEUS 1.200 PORCOS

Fonte da imagem: Toshiteru Yamaji


O fotógrafo japonês Toshiteru Yamaji documentou a vida de um criador de porcos e seu amor pelos animais

O fotógrafo japonês Toshiteru Yamaji passou dez anos capturando diferentes momentos da vida de uma única pessoa. Ao ouvir uma afirmação dessas, talvez a primeira coisa que imaginaríamos seria que o profissional escolheu registrar o crescimento de um filho ou quem sabe o amadurecimento da pessoa que escolheu para ter ao seu lado.

No entanto, Yamaji passou uma década fotografando Otchan, um fazendeiro e criador de porcos da cidade de Kagawa, no Japão. Fugindo das escolhas mais óbvias, a opção do fotógrafo logo se justifica ao sabermos que seu projeto de chama “Pigs and Papa” (“Porcos e Papai”, em tradução livre).

Por esse motivo, o profissional passou tanto tempo acompanhando a vida de Otchan e seus 1.200 porcos – ou mais do que isso, seus companheiros, animais de estimação e companheiros de sonecas durante o dia. Em oposição às criações em escala industrial que marcam presença em diferentes partes do mundo, a fazenda do japonês parece uma fortaleza de carinho onde essas criaturinhas de quatro patas contam com a total atenção de seu criador.

A série de fotografias que Yamaji produziu ao longo dos anos revela o amor que existe entre o homem e os suínos. “Enquanto o processo de criação tende a ser tornar completamente automatizado com o crescimento da produção em massa e do consumo, essa família faz tudo manualmente, derramando seu amor em cada porco”, relatou a editora Foil.


“Ao capturar momentos de intimidade entre Otchan e seus animais desde o nascer até o pôr do sol, o fotógrafo nos permite vislumbrar uma verdadeira e comovente relação que parece ter nascido fora do tempo e do universo”, escreve Katherine Brooks sobre o trabalho do fotógrafo.

Yamaji – que já trabalhou com agricultura e pesca em Kagawa – começou a fotografar Otchan em 1997 e publicou sua série de imagens de maneira independente em 2009. O livro ganhou o Prêmio Japonês de Publicação Independente e assim garantiu uma reedição lançada pela Foil.

Confira mais alguns dos belos registros feitos por Toshiteru Yamaji:














Comentários