GRIPE NA GRAVIDEZ PODE AUMENTAR RISCO DE FILHO SER BIPOLAR



Conclusão é de pesquisa realizada nos Estados Unidos com 814 mulheres grávidas.

 

Bipolaridade é quatro vezes mais comun entre
pessoas cujas mães ficaram gripadas durante a
gravidez (Foto: PA/BBC)

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos indica que gripes durante a gravidez podem aumentar o risco de a criança desenvolver transtornos bipolares ao longo da vida.

O estudo realizado com 814 mulheres grávidas e publicado na revista especializada "JAMA Psychiatry" afirma que infecções contraídas durante a gestação podem fazer com que a criança tenha quatro vezes mais chances de ser bipolar.

Pesquisadores do Centro Médico da Universidade de Columbia identificaram uma ligação entre a condição, frequentemente diagnosticada até a faixa etária dos 20 anos, e experiências vividas ainda no útero.

Os cientistas envolvidos com a pesquisa alertam que os riscos permanecem baixos, mas o estudo, no entanto, se assemelha a descobertas semelhantes que ligam a gripe à uma maior incidência de esquizofrenia.

Saiba mais:



Comentários