MINHA MÃE - LINDA MACIEIRA - UM LIVRO PARA MAMÃE


Lina Macieira




Quem é  ela?

Está mulher que pouco convivi
E muito me deu amor, me acolheu
Em seus braços eu me aqueci
Em seus seios  me alimentei

Quem é esta mulher?

Que lutou como guerreira
Sonhou como criança
Beijou como mulher
E ainda vive em minha lembrança

Quem é essa heroína?
  
Que carregou oito filhos em  seu ventre
Que trabalhou manhã, tarde e noite sem parar.
Que não dormiu, quando teve sono
Que comeu  quando podia , talvez um pão por dia

Quem é ela?

Me digam!

Pois eu não posso definir
Esse amor
Essa benevolência
Essa natureza feliz

Me digam!

Oh! Homens da terra

Vocês que tudo sabem
Pesquisem, falem para mim
Vá até os magistrados de alta
Relevância e me respondam se puderem

Quem é ela?

Mulher de origem nobre
Inteligente
Forte
Digna
Sonhadora
Doutora
Princesa
Dona da casa
Rainha do lar

Quem sabe quem é ela?

Ninguém
Alguém
Todos
Nós
Filhos da herança
De um exemplo
De vida
Mulher e Maria
Bela no altar como santa feliz
Castigada como uma meretriz
Seu olhar de luz me iluminou
Quem sabe ela é madame
Ou feirante, professora, oradora
Bordadeira, uma boa enfermeira
Poetisa da vida que levou
Quem  sabe ela é imortal
Seu corpo não existe mais
Mas seu olhar vive
E persiste, em  me avisar
Estou aqui.

Quem  é Maria?

Maria  são todas as mulheres
Belas, fortes e sinceras
Maria é uma poesia dinâmica
Inclinada para o sol
Iluminando a terra
Que sem Maria
Não brilha

Quem é Maria Macieira?

Minha mãe
Minha guerreira
Minha  referência
Minha professora
Minha amiga
Minha  estrela

O dom do amor
A essência da flor mais bonita
Os braços que me acalentou
A voz que embalou meu sono

A marca da minha infância
E  o encontrar da maturidade
A verdade em mim
E  a segurança de saber de onde vim

A mulher chamada Maria
Nenhum homem podia defini lá
A Maria mãe
Nenhuma palavra
Podia definir  ou
Exemplificar, o amor
Que vem da alma
Feminina da Maria
Minha mãe
Nem mesmo o tempo
Pode apagar o semblante
Dela  em mim
Nem mesmo eu sei
Explicar este sentimento
Esta emoção
De ter sido filha
Da criação de Maria
Que honra foi a mim dada
E só Deus poderia me tira lá se
Assim o quisesse.
Mas na sua infinita bondade deu-me Maria como mãe

Quem pode entender o amor de Maria?

Deus!
Somente  o altíssimo
Que criou a Eva
Sabendo que seria
A mãe de todas as criaturas
A mãe do  Salvador
A Maria mãe
A mulher Maria
Remanescente
Filha e neta
Seguindo
Em formação e formando gerações
De homens, que sem elas
As Maria não existiriam

Minha Maria , minha Mãe!
  
Que embora mãe foi poesia
Que embora mulher foi professora
Que embora sofrendo
Sempre sorriu para dor
Sempre lutou contra opressão
Sempre dividiu  a farinha e o pão
 Maria é vida
Que se renova em cada amanhecer
Em cada choro de criança
Em cada voz que canta
Em cada pingo de chuva que cai
Do céu, assim é Maria
Abençoada e imaculada
Criação do Eterno
Assim são todas as mães
Assim são todas as mulheres.


Comentários