SAÚDE INICIA VACINAÇÃO DA SEGUNDA DOSE CONTRA GRIPE H1N1 EM MARÍLIA



Vacinação das crianças está abaixo da meta
estabelecida  (Foto: Bom Dia Brasil)

Devem participar crianças de seis meses a 2 anos vacinadas pela 1ª vez.
A dose de reforço é necessária para garantir uma proteção adequada. 

 

 

A Secretaria Municipal da Saúde de Marília(SP) iniciou nesta segunda-feira (20) a aplicação da segunda dose da vacina contra gripe H1N1, ou influenza A, nas crianças com idade entre seis meses a dois anos que já tenham sido vacinadas pela primeira vez.  A secretaria orienta ainda que é fundamental observar na carteira de vacinação a data de aplicação dessa dose de reforço.
A dose de reforço é necessária para garantir uma proteção adequada. "Uma única aplicação, quando se trata da primeira vez, não é suficiente para uma imunização satisfatória. A proteção fixa muito baixa", destaca a supervisora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde, Rachel Ramires.
Ela alerta ainda que a vacina contra a gripe influenza não oferece nenhum risco de transmissão para os vacinados, já que é preparada com o vírus inativo ou morto. "Na verdade é o contrário. A vacina protege as crianças inclusive das aplicações da gripe, como pneumonia."
Balanço
A exemplo do que acontece em todo o Brasil, o índice de vacinação nas crianças está baixo, atingindo apenas 30% da meta. No geral, da meta de vacinação de 55 mil pessoas, o índice chegou a 71,65%, com 39.523 vacinados. Por conta disso, a campanha de vacinação foi ampliada até o dia 29 deste mês.

A secretaria divulgou os índices de vacinação dos grupos de risco
- Crianças de seis meses a 2 anos - 26,79%
- Gestantes - 67,3%
- Trabalhadores da saúde - 139%
- Mulheres que deram a luz até 45 dias- 92,14%
- Pessoas com mais de 60 anos - 76,62%
- Pessoas com doenças graves - 56,86%





Comentários