CIENTISTAS CURAM EPILEPSIA EM COBAIAS AO FAZER TRANSPLANTE CEREBRAL



Novos neurônios inibitórios transplantados no hipocampo dos roedores aparecem em verde;
outros neurônios são vistos em vermelho (Foto: RF Hunt and SC Baraban/Nature Neuroscience)

Pela 1ª vez, 50% dos roedores estudados não sofrem mais convulsões.

Terapia celular é melhor que remédios contra doença, diz autor americano.



Cientistas americanos conseguiram curar, pela primeira vez, camundongos com epilepsia ao fazer um transplante de células cerebrais. Os resultados do estudo foram publicados na edição online da revista "Nature Neuroscience", no domingo (5).
Os pesquisadores da Universidade da Califórnia em São Francisco (UCSF) utilizaram terapia celular para controlar as convulsões das cobaias. Metade dos roedores tratados foi totalmente curada, e os demais tiveram o número de crises espontâneas reduzido drasticamente, além de terem se tornado menos agitados e conseguirem um melhor desempenho em testes de labirinto na água.


Comentários