CONFIRA 9 DOS LIVROS MAIS CAROS DE TODOS OS TEMPOS





Não perca essa seleção de livros raros, de autores consagrados e que marcaram a história da literatura, tendo por isso um valor inestimável

Todo colecionador sabe que sua paixão não tem preço. Para os amantes de literatura, especificamente, o sonho de ter a primeira edição, um manuscrito de uma obra ou até mesmo um livro raro de um autor renomado faz parte do amor que se tem pelos livros.

Mas é claro que isso tem um preço e às vezes ele pode ir muito além do que imaginamos. Por isso, nesta lista você encontrará 9 dos livros mais caros de todos tempos, selecionados a partir do site Quo. Se prepare para encontrar obras de Shakespeare, Lewis Carroll, Cervantes e muito mais. E depois nos conte: se você pudesse escolher, qual desses títulos você gostaria de ter em sua biblioteca?

#9 – Action Comics nº 1 (1 milhão de dólares)

Fonte: Reprodução/Quo
A Action Comics nº1 – a história que marca a estreia do Super-Homem – é considerada por muitos como a primeira revista de super-heróis da história. A edição foi impressa em junho de 1938 e, mesmo que não seja exatamente um livro, é objeto de desejo de muitos leitores. Estima-se que atualmente existam apenas 100 exemplares, sendo que um deles foi vendido por 1 milhão de dólares (cerca de 2,2 milhões de reais na cotação de hoje) em março de 2010.


#8 – Alice no País das Maravilhas (1,5 milhão de dólares)

Fonte: Reprodução/Quo


A principal obra do autor britânico Lewis Carroll foi editada pela primeira vez em 1865. Nessa tiragem inicial, apenas dois mil exemplares foram impressos. O número que já era baixo ficou ainda menor, pois hoje restam apenas 23 cópias, sendo que seis delas fazem parte de coleções particulares. Em 1998, uma cópia da obra foi vendida por 1,5 milhão de dólares (mais de 3 milhões de reais na cotação de hoje).


#7 – Dom Quixote (1,1 milhão de euros)


Fonte: Reprodução/Quo

Uma das obras mais importantes da literatura espanhola e o principal trabalho de Miguel de Cervantes, Dom Quixote de La Mancha também aparece na lista dos livros mais caros do mundo. Um dos exemplares impressos em Madri em 1605 foi vendido por 1,1 milhão de euros (cerca de 3,4 milhões de reais) em 1989. Acredita-se que hoje esse volume possa valer o dobro.





#6 – Os Contos de Beedle, o Bardo (1,95 milhão de libras)

Fonte: Reprodução/Quo
Originalmente, Os Contos de Beedle, o Bardo foi citado por J. K. Rowling no sétimo e último livro da série Harry Potter. A autora incluiu a obra na história como se ela fosse um livro verdadeiro que havia sido escrito no século 15 pelo bardo Beedle, um reconhecido autor de livros de magos. Antes de publicar Harry Potter e As Relíquias da Morte, a escritora produziu sete manuscritos da obra citada com ilustrações que ela mesma fez. Seis exemplares foram dados para amigos, mas o último foi vendido pela casa de leilões londrina Sotheby`s por quase 2 milhões de libras (mais de 7 milhões de reais).


#5 – Bíblia de Gutenberg (5,4 milhões de dólares)
Fonte: Reprodução/Quo

Apesar de não ter sido o primeiro livro a ser produzido com uma prensa de tipos móveis, certamente a Bíblia de Gutenberg é o maior trabalho do gravador alemão e se tornou um marco do início da “era da impressão”. A primeira edição foi lançada em 1454, sendo que um exemplar completo do livro sagrado tem 1.282 páginas. Os últimos dados apontam que existem 48 cópias da obra, mas apenas 20 delas estão completas. Uma das edições foi comprada por uma universidade japonesa em 1987 por 5,4 milhões de dólares (pouco mais de 12 milhões de reais) em outubro de 1987.


#4 – First Folio (6,1 milhões de dólares)
Fonte: Reprodução/Quo

First Folio é o nome da obra que reúne 36 peças do famoso dramaturgo William Shakespeare. Embora estime-se que mais de mil livros tenham sido produzidos, um levantamento feito em 2000 registrou a existência de apenas 228 exemplares. Um deles foi leiloado em Nova York pela casa de leilões Christie’s por 6,1 milhões de dólares (mais de 13 milhões de reais) em outubro de 2001.

#3 - Os Contos da Cantuária (4,6 milhões de libras)
Fonte: Reprodução/Quo


A obra de Geoffrey Chaucer é de fundamental importância para a literatura inglesa. Escrito na Idade Média, o livro reúne textos em prosa e em verso que narram a viagem de um grupo de peregrinos que passam por diferentes cidades na Inglaterra. Um dos raros volumes foi comprado por um filantropo bilionário por 4,6 milhões de libras (mais de 17 milhões de reais) em um leilão promovido pela Christie`s.

#2 - Codex Leicester (30,8 milhões de dólares)

Fonte: Reprodução/Quo


O Codex Leicester – também conhecido como Códice Hammer por causa da família que o manteve durante muitos anos – é um conjunto de textos e desenhos de ninguém menos que Leonardo da Vinci. Produzidas entre 1508 e 1510, as anotações e ilustrações tratam de assuntos diversos, como astronomia, meteorologia, geologia, paleontologia e mais. Bill Gates, o proprietário da Microsoft, investiu mais de 30 milhões de dólares (cerca de 67 milhões de reais) para conseguir a obra em um leilão promovido pela Christie`s em novembro de 1994.


#1 – A Tarefa (153 milhões de euros)

Fonte: Reprodução/Quo

Se um livro não tem uma edição espetacular ou não pertence a um autor internacionalmente reconhecido, ele precisa ter outros atributos para justificar seu preço, não é mesmo?! É por isso que, em 2008, o escritor alemão Tomas Alexander Hartmann buscou iluminar o mundo com toda sua sabedoria e, segundo ele, escreveu um livro que traz as respostas para as principais perguntas da humanidade.

O manuscrito tem 13 páginas e trata de questões universais, como “De onde viemos?”, “Para onde vamos?” e “Qual é a verdadeira missão que estamos por realizar?”. O escritor revela que demorou mais de 30 anos para concluir a obra. E, como todos os mistérios da humanidade estão revelados em um único manuscrito, o preço para se obter tal obra é um tanto quanto salgado: 153 milhões de euros (mais de 470 milhões de reais).



Comentários