CORRENTES D´ESCRITAS BATEU RECORDE DE PÚBLICO


A 15.ª edição do Correntes d’Escritas, maior encontro de escritores de expressão ibérica, terminou hoje na Póvoa de Varzim com um recorde de espetadores, afirmou o vereador da Cultura da Câmara local.

"Há 15 anos fizemos esta sessão de encerramento com 23 escritores na sala da Biblioteca Municipal, com 70 lugares. Hoje estamos aqui numa sala com 600 lugares, que foram poucos nestes dias", disse Luís Diamantino na sessão de encerramento, afirmando ter-se registado a maior adesão da parte de público.

Na sessão de encerramento foram entregues os prémios aos vencedores dos concursos - o Prémio Casino da Póvoa para Manuel Jorge Marmelo, pela obra "Uma mentira mil vezes repetida", o Prémio Papelaria Locus para o conto "Jardins vazios de novembro", de Luísa Raquel Martins Morgado.

Já o Prémio Conto Infantil Ilustrado foi atribuído ao trabalho "O Guarda-chuva de Mariana", da turma 4º.1, da Escola Básica 1º ciclo de Sever do Vouga.

A edição deste ano das Correntes d’Escritas decorreu nos últimos três dias, com debates sobre literatura, apresentações de livros, exposições, visitas às escolas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, opine, colabore, construa. Faça parte desse "universo".