JUSTIÇA PROÍBE VENDA DE ANDADORES NO PAÍS



Segundo Sociedade Brasileira de Pediatria, objeto oferece perigo às crianças

A Justiça do Rio Grande do Sul proibiu a venda de andadores em todo o Brasil.  A decisão tem caráter provisório e foi tomada após uma ação civil pública movida pela SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria).

De acordo com a entidade, o andador é um perigo aos bebês, já que o objeto oferece mobilidade e faz as crianças de aproximarem de fogões, piscinas, produtos tóxicos, entre outros.

Segundo a SBP, neste ano, foram registradas três mortes de bebês por causa do uso do andador.

Em julho, o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia) testou todas as marcas que vende o produto, mas nenhuma foi aprovada.

Para a decisão judicial começar a valer ainda, é necessário que as empresas sejam notificadas. E isso ainda não aconteceu.

Assista ao vídeo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, opine, colabore, construa. Faça parte desse "universo".